2020/08/14

Gravações automáticas da NOS, MEO e Vodafone vão ter 30 segundos de publicidade


Parecendo esquecer-se a quantidade de publicidade que os canais que disponibilizam já têm, a NOS, MEO e Vodafone vão passar a exibir 30 segundos de publicidade para aceder às gravações automáticas.

A nova funcionalidade, implementada pelos três maiores operadores por cabo nacionais (para evitar "represálias" contra um só que se tivesse aventurado nisto), vem causar ainda mais frustração aos clientes. A medida visa replicar a apresentação de publicidade que já é comum em serviços como o YouTube - mas parece ignorar por completo uma pequena diferença: é que o YouTube é um serviço com acesso gratuito, enquanto que o serviço de TV por cabo já é pago e bem pago; e para além de toda a publicidade excessiva na maioria dos canais, chegamos ao cúmulo de até canais pagos terem também publicidade.

Acho que a apresentação de 30 segundos de publicidade nas gravações automáticas não irá surpreender ninguém, sendo que o mais surpreendente é que tenham demorado tanto tempo a fazê-lo.

Não sendo "cliente" de canais de TV nem das gravações das boxes há muitos anos, não posso dizer que me vá afectar. Mas se fosse, seria apenas mais uma implicância a incentivar-me a mudar para serviços que não abusem dos clientes. Lá chegará ao tempo em que sempre que se ligar a box, teremos que aturar publicidade antes de poder aceder aos menus; ou apresentar alguns segundos de publicidade sempre que se quer mudar de canal.

14 comentários:

  1. Autoridade da concorrência do tipo: "It doesn't look like anything to me"

    ResponderEliminar
  2. Pi-Hole cada vez mais útil.

    ResponderEliminar
  3. Ou seja, para já só a NOWO é que escapa.
    Que medida mais abusiva, por um serviço que já é (bem) pago!

    ResponderEliminar
  4. fazem porque sentem que o podem fazer.

    ResponderEliminar
  5. Isto parece-me um pouco distorcido. A televisão a cabo paga não cobre os custos todos dos programas. O que me parece que estão a fazer é oque já devia ter sido feito há muito. Nas gravações automáticas em vez de gravar a grelha pelo timetable, disponibilizam o conteúdo diretamente e em isolado. Já não se apanha 5 minutos do anterior programa ou a emissão fica interrompida por ter ultrapassado o tempo estimado. A contrapartida é a publicidade vir também em separado, adicionada ad-hoc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Contrapartida é pagares o serviço. Quando o serviço é pago e ainda te impingem publicidade, deverias ficar assustado. Eu pago netflix e não me impingem publicidade. Não pago youtube e vejo publicidade. Isso sim, parece-me mais correto.

      Eliminar
  6. Como se não pagasse já pelo serviço!

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. Bem a sempre um palhaço não tem mais nada que fazer chega de publicidade de merdf que não interessa

    ResponderEliminar
  9. Só estou á espera da internet do Elon Musk para me livrar de todos esses chungas!

    ResponderEliminar
  10. "implementada pelos três maiores operadores por cabo nacionais (para evitar "represálias" contra um só que se tivesse aventurado nisto)" -> Isto é concertação.

    O objetivo não é evitar que um só sofra represálias. É sim formar uma posição para que o regulador tenha uma boa desculpa para não agir, e o cliente final seja forçado a concordar com a medida, já que nenhuma das partes o defende, nem existe uma verdadeira alternativa.

    ResponderEliminar
  11. Como se a quantidade de publicidade existente nos vários canais televisivos não fosse, já ela, um autêntico abuso!

    ResponderEliminar
  12. Pois então que deixem de cobrar pelo aluguer da box de gravação.

    ResponderEliminar

[pub]