2020/12/07

Drones podem afectar arquitectura do futuro

As casas do futuro poderão sofrer influência dos drones, para melhor se adaptarem aos métodos de entrega automatizados que estão a ser preparados pelas empresas.

A arquitectura ajusta-se à evolução dos tempos, e parece que a logística das entregas terá um papel a dizer nesse rumo. Hoje em dia vivemos num mundo em que há cada vez mais pessoas a optarem pelas compras online, e que ainda por cima espera que essas encomendas sejam entregues o mais rapidamente possível - nalguns casos, apenas numa questão de horas após terem feito o clique da compra. Empresas como a Amazon e outras têm feito enormes esforços para tentarem automatizar todo o processo, e algumas das propostas passam pela utilização de drones para efectuar as entregas, quer isso seja feito directamente a partir do armazém, ou apenas na recta final, do transporte de uma carrinha até à casa do cliente.

Mas isso levanta toda uma série de outros problemas, a começar pelo local onde um drone deveria deixar a encomenda. E é aí que entra a potencial fase de adaptação, com as casas do futuro a poderem levar em conta zonas adequadas para a aterragem ou depósito de encomendas entregues por drones ou outros sistemas automatizados.


Penso que numa fase inicial já seria muito bom ter simplesmente uma "caixa de correio" com dimensão suficiente para entrega de produtos mais volumosos, e com sistema de acesso que permitisse o fácil depósito do produto mas não a sua remoção. Todos sabemos como é inconveniente ter que lidar com toda a questão do processo de entrega de encomendas quando não se pode estar em casa para as receber - ou - pior ainda, quando se está em casa para as receber mas a empresa de entrega marca como não estando lá ninguém. Um sistema standard em casas e condomínios, para a entrega de volumes, poderia simplificar imensamente toda esta situação, evitando frustrações quer para quem quer receber as encomendas, como para quem as entrega.

8 comentários:

  1. Muito fixe! Mal posso esperar pelo dia em que vou receber as minhas encomendas na cobertura do prédio! :D

    ResponderEliminar
  2. Com a colaboração da maioria das empresas de entrega (exceção feita aos CTT!) já tenho uma solução de recurso... Quando tocam à campaínha sou notificado por Telegram, com foto de quem está à entrada; quando não está ninguém em casa e me ligam (normalmente as encomendas têm nr. telefone), respondo que os estou a ver e se podem deixar a encomenda num local previsto, dentro da garagem... depois despoleto uma automação no HomeAssistant que faz os seguintes passos:
    1- Despoleta abertura portão da garagem
    2- Inicia captuira de video período de 35seg da câmara interior da garagem
    3- Pára portão da garagem +/- a meio
    4- Aguarda 15 seg
    5- Despoleta encerramento do portão.

    Não é perfeito, mas já vai desenrascando; a próxima evolução será colocar comunicação bidireccional na campaínha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João Paulo, Podes colocar mais alguma info sobre o processo? Que campainha utilizas e como fazes a integração com o Telegram?

      Eliminar
    2. Muito bem. O problema é quando não te tocam na campaínha e alegam que ninguém estava em casa. Fazes o quê?

      Eliminar
    3. ...é a parte do "Não é perfeito" que referia :)
      Não existe nenhuma solução a toda a prova... :)

      Eliminar
  3. Faz sentido utilizarem drones quando existem cada vez mais desempregados...

    ResponderEliminar

[pub]