2020/12/28

Reactor de fusão funcionou durante 20 segundos

Fazendo prever boas notícias para o ano que está prestes a iniciar-se, na Coreia do Sul conseguiram manter um reactor de fusão nuclear em funcionamento durante 20 segundos.

As últimas décadas têm estado repletas de promessas de que a fusão nuclear "está próxima", permitindo entrar numa nova era de energia barata, limpa e sustentável. Infelizmente, essas promessas têm-se concretizado em avanços modestos, seguidos de novas promessas para anos vindouros - mas é esse o processo ao qual não podemos escapar num rumo para os reactores de fusão nuclear auto-sustentáveis.

Agora, o KSTAR (Korea Superconducting Tokamak Advanced Research) bateu novo recorde ao se manter em funcionamento durante 20 segundos - um feito notável que duplica o anterior recorde de 10 segundos de um reactor nuclear, e os 8 segundos que tinha conseguido atingir em 2019.

Considerando que as temperaturas atingidas no interior deste reactor são de 100 milhões de graus centígrados(!), mais do que poderia ser suportado por qualquer material físico, e por isso sendo necessário recorrer a um campo de contenção magnético que impeça que o plasma toque em qualquer superfície. Este é mais um importante passo, mas teremos que continuar a aguardar. Os investigadores esperam que lá para 2025 este reactor seja capaz de funcionar de forma ininterrupta durante 5 minutos.

Mas a parte positiva, é que assim que um destes reactores se tornar viável, é de imaginar que numa questão de poucos anos se possa revolucionar por completo todo o sector energético do planeta, de preferência a tempo de conseguir recuperar dos efeitos do último século de uso de combustíveis fósseis, antes que seja tarde demais.

1 comentário:

  1. Embora ambos os termos sejam aceites, o mais correto é escrever graus Celsius, em vez de centígrados.

    ResponderEliminar

[pub]