2021/01/18

Apple prepara Touch ID no ecrã para os iPhones

A Apple pode ser forçada a recuar na sua aposta exclusiva no Face ID, estando a considerar fazer regressar o sensor de impressões digitais, mas agora integrado no ecrã.

Quando a Apple estava a preparar o primeiro iPhone de ecrã completo - o iPhone X - falava-se da possibilidade de adoptar um sensor de impressões digitais no ecrã, mas na altura a Apple pareceu dispensar essa opção por conta da tecnologia que, então, estava no início e ainda não tinha provas dadas. Desde então a Apple tem optado por usar exclusivamente o reconhecimento facial 3D via Face ID, nunca tendo mostrado grande interesse em fazer regressar o Touch ID... até agora.

A pandemia Covid-19 e o uso de máscaras vieram por um travão na conveniência do Face ID, que agora passou a ser um verdadeiro inconveniente sempre que se usa uma máscara. Faz mais sentido que nunca que a Apple reconsidere o regresso do Touch ID a par do Face ID, e parece que é precisamente isso que está a fazer. Segundo os mais recentes rumores, a Apple está a testar um Touch ID com sensor de impressões digitais no ecrã, que funcionaria a par do Face ID, permitindo que os utilizadores pudessem desbloquear e validar operações tanto via reconhecimento facial como através de impressões digitais, conforme lhes fosse mais conveniente.

Nesta altura os sensores de impressões digitais no ecrã já têm provas dadas, estando no mercado há anos e sendo usado por inúmeros fabricantes. Praticamente todos os smartphones Android actuais de gama média ou superior contam com estes sensores, e por isso não haveria qualquer risco para a Apple adoptá-los para o próximo iPhone. Todos os utilizadores de máscaras agradeceriam - e também todos aqueles que por vezes querem desbloquear o iPhone sem que este esteja a ver a sua cara - como quando se está com o iPhone pousado numa mesa.

4 comentários:

  1. Enquanto não regressem ao Touch ID não volto a comprar um iphone. O Face ID mostrou nesta pandemia o seu ponto fraco.
    Se tiver as 2 opções seria o ideal e o utilizador escolhe o método que preferir ou inclusive usar os 2 para por exemplo aumentar a segurança nos pagamentos.
    Mas para mim, para desbloquear o telemóvel o Touch ID sempre foi o mais versátil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mim vou para Android de vez!

      Tenho iphone X e que tristeza de FACEID.
      Só não mudei mais cedo por causa dos aparelho auditivos, mas no final do ano já vou puder trocar, que funcione convenientemnete com Android!

      Eliminar
    2. Podes ir para Android mas se certeza que não é pelo face Id... Eu tenho sensor de impressões digitais no ecrã no meu S20 Ultra e é miserável!

      O do meu antigo S9 Plus (ainda em bom uso) funciona 5 estrelas e com zero falhas a detectar. No meu S20 Ultra preciso em média 4x (!) e 30% das vezes diz que foram muitas tentativas e tenho que meter pin. Tristeza...

      Eu por outro lado, se a Apple meter uma boa câmara no próximo iPhone e tirar aquela barra gigante no ecrã, penso seriamente em trocar.

      Eliminar
  2. Fazia muito mais sentido usarem um botão com touch ID, do género do iPad.

    ResponderEliminar

[pub]