2021/02/13

Apple acusada de ignorar apps fraudulentas na App Store

Vários developers estão a alertar para uma proliferação de apps fraudulentas na App Store, que rendem centenas de milhares de euros por mês, e que a Apple parece nada fazer para as combater.

A táctica é simples, criar apps de baixa qualidade (ou até que nada fazem), mas que pedem subscrição para serem utilizadas, esperando com isso enganar os utilizadores mais incautos. E para lhes dar credibilidade, recorrem a centenas ou milhares de avaliações falsas, que as deixam bem posicionadas nas tabelas da App Store. Uma táctica que se torna ainda mais preocupante quando tem como alvo apps legítimas, inundando a App Store com clones de baixa qualidade que tiram partido da fama e reputação conquistada pela app verdadeira, conseguindo até ficar à sua frente nas tabelas.


Só em 2020 a App Store facturou mais de 10 mil milhões de dólares em subscrições na App Store, um aumento de 34% face ao ano anterior, e isto sem incluir apps de jogos. Embora a maioria possa dizer respeito a apps legítimas, parece que o problema das apps falsas com subscrições abusivas (há apps de wallpapers que cobram mais de $400 dólares por ano, em "suaves prestações" de $8 por semana) começa a atingir proporções que a Apple não se pode dar ao luxo de ignorar - se não quiser ser acusada de estar a compactuar com a situação, dando mais valor à sua comissão de 30% do que à protecção dos seus utilizadores e developers.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]