2021/02/12

Notícias do dia

Xiaomi Mi 11 Ultra vem com mini-ecrã traseiro; Nvidia relança GTX 1050 Ti e RTX 2060 para compensar escassez das RTX 3070 / 3080; Google Photos com novo editor de vídeo e novos efeitos - estes últimos apenas para para clientes Google One; IKEA lança mobiliário para gaming; e favicons dos sites podem identificar utilizadores mesmo com ad-blockers e VPNs.

Antes de passarmos às notícias, já temos livro FCA escolhido: participa para ganhares livros "Fotografia com Câmara Digital e Smartphone".

Apple Watch já está em 100 milhões de pulsos

O Apple Watch continua a ser o smartwatch de referência no mercado, e consegue agora passar a marca dos 100 milhões de unidades vendidas. Talvez ainda mais importante que este impressionante volume de vendas, é o facto de 30 milhões (30%) terem sido vendidos em 2020, demonstrando um ritmo de adopção crescente e que faz com que, nos EUA, 35% dos utilizadores de iPhones já tenha um Apple Watch no pulso.

Depois de ter sido fã do Huawei Watch original por vários anos (e ainda não tendo perdoado à Huawei por ter abandonado aquele design, que era simplesmente perfeito), também acabei por me render ao Apple Watch em 2020. Fico com pena da Google (e parceiros) continuarem a ter dificuldade em criar um smartwatch Wear OS que se assuma como verdadeira alternativa ao Apple Watch - especialmente depois de muitos dos parceiros abandonarem o Wear OS e optarem pelos seus sistemas próprios. Neste momento, temos que recorrer a empresas como a Mobvoi e os seus TicWatch para encontrar modelos interessantes.


Subscrições nas apps aumentaram para os $13B em 2020

A estratégia que a Apple liderou, ao incentivar os developers a passarem das apps compradas para as apps com subscrições está a resultar, com o volume de subscrições no top 100 de apps (sem serem jogos) a ter atingido os 13 mil milhões de dólares em 2020, um aumento de 34% face ao ano anterior. E destes, 10 mil milhões são referentes a app da App Store, com o Google Play a ficar-se pelos 2.7 mil milhões.

Mesmo tendo em conta o ano atípico, com a pandemia Covid-19 a ter feito com que centenas de milhões de pessoas ficassem em casa, mais predispostas a gastar dinheiro em apps, é a demonstração de que a estratégia funcionou. Hoje em dia são cada vez mais raras as apps que se podem "comprar", e cada vez mais frequentes as que pedem subscrições por tudo e por nada.


Clubhouse dificulta verificação de factos e moderação

A ascensão da popularidade da app Clubhouse está a ser acompanhada de uma série de dificuldades a nível da verificação de factos, moderação, ou  de reportar casos abusivos. Isto porque a app funciona unicamente "ao vivo" e em directo, não havendo qualquer gravação que seja mantida para a posteridade - e como a app não disponibiliza qualquer forma oficial para que os utilizadores façam uma gravação, só quem recorrer a ferramentas externas é que o conseguirá fazer.

Nas suas salas, nada impede que alguém diga uma qualquer barbaridade, que será testemunhado pela audiência presente, mas sem que exista qualquer registo tangível para quem tentar denunciar o sucedido. Por enquanto a app está em fase de expansão (ainda limitada ao sistema de adesão por convite de quem já é membro, e por agora apenas disponível para iOS), mas à medida que a app se for disseminando cada vez mais, será inevitável que estas questões tenham que ser abordadas e resolvidas.


Kitty Letter traz combate de letras e gatos para o smartphone


Do criador da popular banda desenhada The Oatmeal, Matthew Inman, que já nos tinha trazido o jogo Exploding Kittens, chega-nos agora um jogo free-to-play chamado Kitty Letter, para Android e iOS.

O jogo é uma mistura de Scrabble com Clash Royale, em que a criação de palavras dá origem a exércitos de gatos que vão atacar o nosso oponente. Vale a pena experimentar.

Kittly Letter para iOS | Kittly Letter para Android




Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: O primeiro disco rígido - o IBM 350, criado em 1956 - tinha o tamanho de um armário e pesava cerca de 800 kg. Tinha uma capacidade de 5 milhões de caracteres de 6-bits, e uma velocidade de leitura de 8800 caracteres por segundo (ou seja, algo como 5MB de capacidade e 8.8KB/s de transferência). Permitiria guardar uma única página web actual (e não das muito grandes), a qual demoraria quase 10 minutos para ser transferida.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]