2021/02/24

Starlink já disponível em Portugal

O serviço de internet via satélite Starlink já está disponível para algumas áreas de Portugal, embora para um número "limitado" de clientes.

Alguns dos nossos leitores já começaram a receber emails a indicar que já podem aderir ao serviço Starlink em Portugal, prometendo velocidades de 50-150Mbps (que deverão ser duplicadas ainda este ano para os 300Mbps) e latências de 20ms - embora por agora também alerte que o serviço só estará disponível para um número limitado de clientes nesta fase, e que será possível que os clientes ainda enfrentem perda de ligação por breves momentos. Coisas que deverão ir melhorando gradualmente, à medida que a SpaceX vai complementando a constelação com os seus lançamentos regulares de lotes de 60 satélites. Actualmente temos já cerca de 1000 satélites em órbita.
Os interessados terão que estar dispostos a pagar €499 pelo hardware (e €61 de envio) que inclui uma pequena antena parabólica, e uma mensalidade de €99 pelo serviço. Sendo desde logo necessário avançar com um valor de 99 euros para ficar na lista de espera.
Elon Musk já referiu que o objectivo do serviço não será competir com as ligações à internet por fibra ou 4G/5G disponíveis nos centros urbanos, mas sim servir como solução para todas aquelas pessoas que vivem em regiões onde o acesso à internet continua a ser feito com ligações de baixa velocidade (ou é inexistente) e onde não existem sequer alternativas viáveis.

12 comentários:

  1. Eu não consigo ver onde está a inovação e a vantagem do Starlink. Já existem serviços de internet por satélite em Portugal desde à muitos anos e a preços muito melhores. Ok, as velocidades são inferiores, mas podes ter internet por satélite por 30€ e a possibilidade de comprar o equipamento a prestações ou alugar a preços baixos.
    Pensava que o Starlink vinha revolucionar o sector de internet, mas afinal não .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, veja bem a velocidade e latencia é muito superior e penso que não tem limite de dados.

      Eliminar
    2. Podias indicar essas ofertas de internet po satélite em Portugal. Não conheço nenhuma.

      Eliminar
    3. Esses serviços por satélite estavam dependentes de teres uma ligação terrestre para o upload.

      Eliminar
    4. A inovação está no facto de não teres que instalar um prato de parabólica enorme (o da starlink é bem pequeno), não teres limite de dados, teres velocidades até 300Mbps, não teres uma latência de 900ms, não ser necessário ter uma ligação terrestre para upload, não teres o serviço a falhar com o mau tempo. Tirando estes pontos são iguais :)

      Eliminar
    5. Não tem nada a ver com o que existe actualmente, em que a velocidade, a latência e a quantidade de dados mensais são desmotivantes. Mas atenção que já há serviços tooway, em que não é necessária ligação terrestre.

      Eliminar
    6. Exemplo do que existe actualmente:
      Dow/Up: 30 Mbps/ 6 Mbps
      Dados mensais: 75 Gb (ilimitado à noite)
      Mensalidade: 75€
      Aluguer de equipamento: 10€/mês
      Instalação: 130€

      Eliminar
  2. Eu já tinha feito pré-order durante o fim de semana mas acabei por cancelar pois tem uma limitação que para mim é deal-breaker: utiliza CGNAT.

    Ou seja, nunca terei localmente um IP público IPV4 e não terei qualquer maneira de fazer port forward para expor serviços.

    Fica o aviso para quem esteja a pensar aderir e necessite de expor serviços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se serve para expor os serviços que procuras, mas dá uma vista de olhos ao ngork.

      Eliminar
  3. malta: só diz que isto não é revolucionario quem não está dentro do assunto. Não ha *nada* parecido, tendo em conta o "triplet" velocidade/latencia/preço. E na latencia, tudo o que existe é desgraça absoluta.

    ResponderEliminar
  4. Mas isto está efetivamente disponível? É que o facto de dizer "available to order" não significa necessariamente que o serviço esteja disponível por cá. Aliás, a imagem até diz que "placing your order now will hold your place in line for future service."

    Afinal, em que ficamos?

    ResponderEliminar
  5. Eu também recebi a mensagem para aceder ao serviço. No entanto já não tenho interesse devido a fibra rural ter chegado a minha casa. No entanto o serviço faz sentido em zonas onde não chega o acesso a internet. Aqui em Portugal até temos boas condições comparadas com algumas zonas do mundo.

    Alem do mais para serviço de satélite por aquilo que tenho acompanhado não há restrições de dados e é um equipamento fácil de usar e instalar.

    ResponderEliminar

[pub]