2021/03/31

Foxconn alerta que falta de chips vai durar até 2022

A situação de falta de chips vai afectar toda a indústria, e a Foxconn diz que a situação irá manter-se até 2022.

A Foxconn é um dos principais produtores de produtos electrónicos para centenas de marcas - incluindo a Apple - e está a alertar para a situação complicada que se avizinha. Devido à escassez de chips, vai alertando desde já para atrasos e produção reduzida, que irá afectar a maioria das marcas, e que só prevê voltar à normalidade na segunda metade de 2022.

Até ao momento, e devido às encomendas antecipadas dos grandes clientes, como a Apple, a Foxconn diz que o impacto da falta de chips ainda não se fez notar até ao momento, mas que isso vai começar a mudar a partir deste mês. À medida que os stocks de componentes se forem esgotando, ou as empresas transitarem para novos produtos, ninguém irá ficar imune à falta de componentes. Sendo que se pode assistir a situações caricatas em que, por falta de um componente de alguns cêntimos, toda a linha de produção de um produto de milhares de euros pode ter que parar.

Aliás, temos também o exemplo da indústria automóvel, com os maiores fabricantes a também terem sido forçados a reduzir ou suspender a produção de alguns veículos, por causa da falta de chips; para não falar no caso das consolas PS5 e Xbox Series X, e dos mais recentes GPUs da Nvidia, que se tornaram autênticas raridades que vão atingindo valores exorbitantes no Ebay.

2 comentários:

  1. É o que faz trocar de equipamento só porque ele ficou "obsoleto"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O melhor comentário. Com iphones novos de 6 em 6 meses queriam o que? Bem feita. xuxem no dedo

      Eliminar

[pub]