2021/03/29

Xiaomi apresenta Mi 11 Ultra com mini-ecrã traseiro

A Xiaomi já revelou os seus novos modelos Mi 11 Ultra com mini-ecrã secundário na traseira, Mi 11 Pro, Mi 11 Lite e Mi 11i.

Xiaomi Mi 11 Ultra

Começando pelo modelo que captou as atenções, o Xiomi Mi 11 Ultra vem ocupar o lugar de novo topo de gfama da marca. Vem com um ecrãs AMOLED de 6.81" (3200x1440) a 120Hz com touch a 480Hz (no entando, apenas refere refresh rate adaptativo de 30Hz/ 60Hz/ 90Hz/ 120Hz em vez de contínuo de 1-120Hz como algumas outras marcas), Snapdragon 888, 8GB / 12GB LPDDR5 + 256GB / 512GB UFS 3.1, e câmaras de 50MP (sensor 1/1.12") + 48MP ultra-wide + 48MP telefoto com zoom pericópico 5X óptico (10X híbrido, e até 120X digital). Um conjunto que lhe valeu a entrada directa para o topo da tabela DXOmark com 143 pontos. Temos ainda uma câmara frontal de 20MP num furo de dimensões reduzidas.
Temos ainda um mini-ecrã secundário de 1.1" (294 x 126 pixels) na traseira, que pode ser usado para facilitar o enquadramento para as selfies com as câmaras traseiras, e que também pode ser usado para replicar o ecrã principal do smartphone quando se activa um modo de super-poupança de energia, já que este ecrã gasta consideravelmente menos que o ecrã principal. Falando de energia, o Mi 11 Ultra vem com uma nova bateria silicon-oxygen de 5000mAh que permite carregamento rápido de 67W tanto em modo por cabo como em modo wireless, e também temos carregamento wireless inverso, de 10W.

Na Europa, este Mi 11 Ultra vai começar nos 1199 euros para a versão de 8GB+256GB.



Xiaomi Mi 11 Lite

Para quem se tiver engasgado com o preço do Mi 11 Ultra, a Xiaomi propõe variantes mais em conta sob a forma do Mi 11 Lite e Mi 11 Lite 5G, com a diferença - como o nome indica - a ser que um deles apenas tem 4G LTE enquanto o outro já pode usar as redes 5G (que continuam sem presença no nosso país).

O Mi 11 Lite vem com ecrã AMOLED de 6.55" (2400x1080) a 90Hz e touch a 240Hz, CPU Snapdragon 780G (5G) e Snapdragon 732G, 6GB / 8GB RAM, 64GB / 128GB UFS 2.2, câmaras de 64MP + 8MP ultrawide + 5MP macro, frontal de 20MP / 16MP. Temos ainda WiFi 6, Bluetooth 5.2, NFC, Dual SIM, sensor de impressões digitais lateral, e bateria dre 4250mAh com carregamento rápido de 33W.

Tem preço a começar nos 300 euros na China.



Xiaomi Mi 11i

Ao contrário do Mi 11 Pro, que basicamente é um Mi 11 Ultra com câmaras ligeiramente alteradas (principal de 108MP) para o mercado chinês, para o mercado global a Xiaomi disponibiliza o Mi 11i, que na prática é o modelo já conhecido como Redmi K40 Pro+ (a Xiaomi continua a baralhar os fãs e consumidores com modelos idênticos com nomes diferentes para os diferentes mercados). O Mi 11i vem com ecrã AMOLED de 6.67", Snapdragon 888, 8GB RAM, 128GB / 256GB, câmara principal de 108MP, bateria de 4520mAh com carregamento rápido de 33W.

Neste caso, o preço irá começar nos 649 euros na Europa.

1 comentário:

  1. Engraçado compararem a qualidade fotografica com uma Sony RX-100, só é pena não dizerem que a camara Sony tem a bateria substituivel pelo utilizador... para mim faz todo o sentido pagar mais para ter uma boa camara no smartophone, MAS tendo em conta que esse investimento não vai ser comprometido por uma bateria interna que vai limitar o tempo de vida útil do mesmo :(

    ResponderEliminar

[pub]