2021/05/26

Eco Rating - rótulo ecológico para telemóveis

Os telemóveis e smartphones vão passar a contar com um novo rótulo ecológico ao estilo da etiqueta energética já utilizada nos electrodomésticos.

Eco Rating

Deutsche Telekom, Orange, Telefónica, Telia Company e Vodafone divulgam nova rotulagem para o consumidor identificar os telemóveis mais sustentáveis.

O Eco Rating será implementado em toda a Europa, a partir do próximo mês de Junho, abrangendo telemóveis de 12 fornecedores.

Os cinco maiores grupos de telecomunicações da Europa uniram forças para lançar um novo modelo de rotulagem Eco Rating para telemóveis, que ajudará os consumidores a identificar e comparar os equipamentos mais sustentáveis e, com isso, encorajará também os fornecedores a reduzir o impacto ambiental dos seus dispositivos.

O Eco Rating é uma iniciativa criada em conjunto pela Deutsche Telekom, Orange, Telefónica (representando as marcas O2 e Movistar), Telia Company e Vodafone para fornecer informações consistentes e precisas acerca do impacto ambiental da produção, transporte, utilização e fim de vida dos smartphones. O Eco Rating permitirá aos operadores e aos seus clientes promoverem uma classificação mais ampla dos telemóveis e comprovar a procura por equipamentos mais sustentáveis.

A iniciativa Eco Rating irá avaliar uma gama de telemóveis novos de 12 marcas de telemóveis, no entanto, espera-se que no futuro outras marcas se juntem à iniciativa. De entre os parceiros desta fase de lançamento incluem-se a Bullitt Group (telemóveis ‘robustos’ das marcas CAT e Motorola), Doro, HMD Global (Nokia), Huawei, MobiWire, Motorola / Lenovo, OnePlus, OPPO, Samsung Electronics, TCL / Alcatel, Xiaomi e ZTE.

A partir do mês de Junho, os cinco operadores irão introduzir os rótulos Eco Rating nos seus pontos de venda, nos 24 países europeus onde estão presentes. São eles: Albânia, Áustria, Croácia, República Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Lituânia, Macedónia do Norte, Montenegro, Polónia, Portugal, Roménia, Eslováquia, Espanha, Suécia, Turquia e Reino Unido. Os clientes podem saber mais sobre a iniciativa e verificar como é calculada a classificação em www.ecoratingdevices.com.

Após uma análise detalhada, cada telemóvel receberá uma pontuação global de Eco Rating, numa escala de 0 a 100 pontos, correspondente ao desempenho ambiental do equipamento, ao longo de todo o seu ciclo de vida. O rótulo Eco Rating irá também destacar cinco aspectos-chave da sustentabilidade dos dispositivos móveis, fornecendo informação adicional sobre a durabilidade, reparabilidade, reciclabilidade, eficiência climática e eficiência de recursos.
  • Durabilidade - A robustez do dispositivo, a vida da bateria e o período de garantia do equipamento e dos seus componentes.
  • Reparabilidade: A facilidade de reparação do dispositivo, incluindo o design do telemóvel e as atividades de apoio que possam aumentar a vida útil do produto, melhorando o seu potencial de reparação, reutilização e actualização. Uma pontuação mais alta indica como se reflectem estes aspectos.
  • Reciclabilidade - A facilidade com que podemos recuperar e desmontar componentes do dispositivo, a informação fornecida para permiti-lo, e a facilidade com que os materiais podem ser reciclados.
  • Eficiência climática - As emissões de gases com efeito de estufa durante todo o ciclo de vida do dispositivo. Quanto melhor for a pontuação nesta área, menor é o impacto climático.
  • Eficiência de recursos: Avalia o impacto causado pela quantidade de matérias-primas escassas que o dispositivo requer (por exemplo, ouro para o fabrico de componentes electrónicos) numa perspectiva de esgotamento dos recursos. Quanto melhor for a pontuação nesta área, menor será o impacto na disponibilidade dos materiais.

2 comentários:

  1. Excelente notícia.

    Qual será a entidade que enumera os parâmetros da reparabilidade?

    ResponderEliminar
  2. Mas pelo tom do que li, cabe a cada fabricante optar se quer ou não meter o rotulo?
    Devia ser já tudo obrigado a meter reparabilidade nula nos smartphones que é preciso andar com ar quente para descolar o ecrã para poder mudar a bateria... que são praticamente todos actualmente (excepto o Fairphone e mais um ou outro que devem fazer 1% dos smartphones vendidos).

    ResponderEliminar

[pub]