2021/05/21

Nvidia expande restrições de criptomoedas às RTX 3080, 3070 e 3060 Ti

Depois da RTX 3060, a Nvidia expande as limitações de geração de criptomoedas às RTX 3080, 3070 e 3060 Ti.

A Nvidia aproveitou a onda de críticas ao consumo energético do processo de mineração de criptomoedas para anunciar a expansão das restrições de processamento a mais placas. Inicialmente aplicada apenas à RTX 3060, este sistema reduz significativamente o desempenho dos GPUs usados nestas placas gráficas para efeitos de mineração de Ethereum - a criptomoeda mais adequada para os GPUs domésticos.

Essas mesmas restrições serão aplicadas às RTX 3080, 3070 e 3060 Ti, que passarão a contar com uma referência LHR (Lite Hash Rate) para indicar que não são adequadas para essa função. E com isso esperando-se que possam chegar a quem as quer usar para jogos em vez de serem açambarcadas por quem se dedica às criptomoedas - mas no processo impedindo que os jogadores as pudessem utilizar para esse efeito, se assim o desejassem.

Resta saber se teremos algum incidente como o do lançamento acidental de um driver sem esta limitação, que a Nvidia tentou corrigir ao obrigar as novas placas a terem que usar um driver mais recente. De resto, esta luta entre o segmento das criptomoedas e público em geral está longe de terminar. Uma nova criptomoeda Chia, que se apresenta como sendo muito mais eficiente em termos energéticos, e que usa o espaço em disco em vez dos GPUs, também já fez aumentar o preço dos SSDs e esgotou do mercado todos os discos de grande capacidade.

É como se fosse uma nova corrida ao ouro, mas onde o "ouro" são as criptomoedas, e as "picaretas" são os GPUs e discos.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]