2021/06/24

Microsoft apresenta Windows 11 - com apps Android

A Microsoft achou que 6 anos bastaram para manter o Windows sob o mesmo número, e apresenta o sucessor do Windows 10: o Windows 11, com possibilidade de correr apps Android.

Quando lançou o Windows 10 em 2015, a Microsoft disse que poderia ser o último Windows a ser lançado, apostando em actualizações contínuas que o iriam melhorar e evoluir ao longo do tempo, sem necessidade de mudar para um "novo" Windows. Mas, passados seis anos, a MS acha que se justifica dar um salto para um novo windows - ou talvez um passo, já que as evoluções continuam a ser isso, evoluções, e não revoluções.

O Windows 11 não irá assustar ninguém que esteja habituado a usar o Windows, embora chegue com algumas diferenças que saltam à vista, a começar pela opção de manter os icons da taskbar centrados (quem preferir poderá mantê-los alinhados à esquerda). É uma alteração que não só replica o que já é feito há muito noutros sistemas operativos, como acaba por se tornar essencial num mundo onde se popularizam os ecrãs ultra-wide, que deixavam o Start Menu à esquerda demasiado "longe".

Este novo Windows acaba por ser um passo evolutivo de um Windows que aprende algumas coisas das plataformas mobile (incluindo teclados com "swipe", widgets, e "feeds"), e resolve algumas das coisas que já deveriam ter sido resolvidas há muito, como uma melhor gestão de múltiplos monitores e transformação em função do modo de funcionamento (desktop / tablet).
Ligar e desligar monitores adicionais será feito sem traumas ou janelas a saltarem de uns ecrãs para os outros, e os utilizadores poderão facilmente organizar as janelas em posições pré-seleccionadas no ecrã. É até possível guardar "ambientes", com conjuntos de apps em diferentes posições, de modo a repor tudo com um único clique, facilitando a tarefa de se ter o computador preparado para trabalho / jogos / redes sociais / etc. Vem também com o Teams integrado, dizendo adeus ao Skype.

Falando de jogos, a MS também aproveita o Windows 11 para fazer uma ainda maior integração com o sistema Xbox. O Windows 11 terá acesso ao xCloud e Xbox Game Pass, assim como tecnologias que foram estreadas na Xbox, como o Auto HDR e DirectStorage. Isto já era esperado, o que não era esperado é que a Microsoft aproveitasse também para... trazer apps Android para o Windows 11.
Sim, o Windows 11 vai poder correr apps Android sem necessidade de emuladores adicionais. Por agora isso será feito através da Windows Store - e as apps Android a serem disponibilizadas via Amazon Appstore - pelo que teremos que esperar para saber se também será possível correr APKs directamente, e como é que isso irá lidar com as apps dependentes dos Google Mobile Services. E não faltou sequer a referência de que os developers poderão utilizar as formas de pagamento que desejarem, sem terem que pagar qualquer comissão obrigatória à Microsoft; coisa que foi posteriormente reforçada pelo CEO Satya Nadella no final da apresentação, ao dizer que são os utilizadores que têm total controlo sobre o sistema, e não o sistema a ditar o que os utilizadores podem ou não fazer (uma perspectiva interessante, vinda da empresa que tirou aos utilizadores a possibilidade de desligarem as actualizações ou o envio de telemetria).

Seja como for, a direcção do Windows 10, e da Microsoft em geral, tem sido bastante interessante nesta era Satya Nadella. Foi sob a sua direcção que vimos coisas que se poderiam pensar ser impossíveis - como ter Linux no Windows, e agora Android. Por mim, acho que estão a seguir no bom caminho. Resta apenas esperar que o Windows 11 não sofra da "maldição" da sequência de que a seguir a um Windows "bom" se segue sempre um Windows "mau" (não que eu considere que o Windows 10 tenha sido um exemplo de um Windows "bom").


Actualização: vai exigir chip TPM.

17 comentários:

  1. Se for bom, é sucessor do windows 7.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nikito7, Chuck Norris ao pé de ti é menino de coro. Que bad ass ...

      Eliminar
  2. Respostas
    1. https://www.microsoft.com/en-us/windows/windows-11

      When will I be able to upgrade to Windows 11 on my Windows 10 device?

      If your existing Windows 10 PC is running the most current version of Windows 10 and meets the minimum hardware specifications it will be able to upgrade to Windows 11. The upgrade rollout plan is still being finalized, but for most devices already in use today, we expect it to be ready sometime in early 2022. Not all Windows 10 PCs that are eligible to upgrade to Windows 11 will be offered to upgrade at the same time. To see if your PC is eligible to upgrade, download and run the PC Health Check app. Once the upgrade rollout has started, you can check if it is ready for your device by going to Settings/Windows Updates.

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Espero que tactica da Microsoft não seja intregar o Linux, para que as pessoas não sentiam a sua necessidade de usa-lo para depois acabarem com ele,pois posteriormente assim este caí no esquecimento

    ResponderEliminar
  5. Não esperava essa consideração do Windows 10 como "não bom". Para mim é simplesmente o melhor SO Desktop da Microsoft. E já perdi a conta à quantidade de máquinas que usei e reparei desde o Windows 3.11

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Para quem tiver uma licença Windows 10 válida.

      Eliminar
  7. Para mim o grande falhanço foi o 8, depois do 7 muito bom.
    O ME também foi muito mau, mas sucedeu ao 98 que não era assim tão bom.
    (opiniões são isso mesmo, opiniões)

    ResponderEliminar
  8. Windows nos Desktops

    ?? - Windows 95 (August 1995)
    Excelente - Windows 98 (June 1998)
    Mau - Windows ME – Millennium Edition (September 2000)
    Bom - Windows XP (October 2001)
    Mau - Windows Vista (November 2006)
    Excelente - Windows 7 (October, 2009)
    Mau - Windows 8
    Excelente - Windows 10
    ?? - Windows 11

    O único que tenho dúvidas em classificar é mesmo o 95, a partir daí a regra é clara: um SO bom, seguido de um mau

    ResponderEliminar
  9. O 95 foi bom, o 3.11 também. Colocaria aí o nt que foi a base de todos estes modernos, e o 2000 que ainda usei algum tempo como Windows de pc normal, tudo boas escolhas em termos de so

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Usei o Windows 2000 por vários anos.
      Gostei mesmo muito. 👍

      Eliminar

[pub]