2021/06/29

Vaga de calor bate recordes na costa oeste da América do Norte

Os EUA e Canadá estão a enfrentar uma nova vaga de calor que tem batido todos os recordes de temperatura por uma larga margem.

Os negacionistas das alterações climáticas têm nova oportunidade para sentir na pele aquilo que dizem não existir. Uma vaga de calor que se faz sentir na costa oeste da América do Norte tem batido todos os recordes a um ritmo alucinante, e com a preocupação de que ainda nem se chegou à época mais quente do ano. No estado do Oregon, a cidade de Salem marcou uma temperatura de 46.7ºC, superando o anterior máximo de 45ºC de forma bem vincada. Mais a norte, no Canadá, a cidade de Lytton foi ainda mais longe, chegando aos 47ºC.

Outras cidades chegaram aos 43-45ºC, e não menos preocupante que os valores atingidos, é a diferença imensa que representam face aos recordes anteriores. Tradicionalmente, os novos recordes de temperatura limitam-se a aumentar alguns décimos de grau; mas desta vez, estão a ser registadas amplitudes que superam tudo o que se poderia esperar. Em Quillayute, Washington, as temperaturas chegaram aos 42.8ºC, quando o anterior recorde era de 37.3ºC - ou seja, um aumento de mais de 5ºC.

Numa altura em que por cá também se começa a entrar na época crítica para os incêndios, resta-nos esperar que este ano as temperaturas se mantenham moderadas. Além do Covid-19, só nos faltava ter também que enfrentar outro tipo de "pandemia global", e para a qual não existe vacina fácil que resolva o problema. Esperemos que a analogia do sapo numa panela com a água a aquecer lentamente comece a demonstrar que é mesmo para levar a sério.

1 comentário:

  1. Pois... qualquer dia é necessário alterar "aberto até de madrugada" para "aberto só de madrugada", que é quando está mais fresquinho ;)

    ResponderEliminar

[pub]