2021/08/18

Gigabyte ajusta limites de fontes explosivas GP-P850GM e GP-P750GM

A Gigabyte vai finalmente alterar os limites de protecção de duas fontes de alimentação (GP-P850GM e GP-P750GM) que estavam a surpreender os utilizadores com um "festival luminoso" inesperado com direito a faíscas a voarem.

Apesar de ter começado por tentar negar qualquer problema, a Gigabyte parece ter reconhecido que existe efectivamente um problema com as suas fontes GP-P850GM e GP-P750GM, que estavam a ter um número anormalmente elevado de reclamações, com uns clientes a dizerem que as fontes explodiam com faíscas a saltarem, e outros a dizerem que nem sequer funcionavam. O facto destas fontes estarem a ser "despachadas" com a compra de placas gráficas RTX-30xx também fazia suspeitar desde logo que algo de errado se passava.

Aparentemente, comprar uma destas fontes dava direito a uma hipótese de 50% de ficar com uma unidade avariada, e o problema parece estar relacionado com um limite demasiado elevado para o sistema de protecção de sobre-tensão, cujo objectivo é proteger a fonte de alimentação no caso de estar a exigir demasiada potência. A Gigabyte começou por dizer que o problema se devia a muitas pessoas estarem a "puxar" demasiado por elas (não que isso fosse desculpa para que explodissem - afinal, é para evitar isso que existe o circuito de protecção OPP - over-power protection), mas depressa se confirmou que o problema era mesmo os limites exagerados definidos pela Gigabyte. Em resultado disso, os valores foram ajustados para limites de protecção mais adequados:
  • GP-P850GM (850 W) limite de protecção reduzido de 1300 W(!) para 1050 W
  • GP-P750GM (750 W) limite de protecção reduzido de 1125 W(!) para 925 W

A Gigabyte refere que os utilizadores que se limitarem a usar estas fontes dentro das potências recomendadas não deverão ter problemas; mas teria sido bem mais eficiente ter demonstrado "boa vontade" para com os relatos de problemas e averiguar o que se passava, do que tentar desvalorizar o assunto e negar que havia problemas, e só ao fim de meio-ano reconhecer que afinal era mais adequado reajustar os limites de potência.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]