2021/08/11

Samsung apresenta Z Fold3, Flip3 e Galaxy Watch4


A Samsung apresentou a nova geração dos seus dobráveis Galaxy Z Fold3, Galaxy Z Flip3, a par dos smartwatches Galaxy Watch4, com Wear OS 3.0 e os Galaxy Buds 2 com cancelamento de ruído.

A Samsung continua a apostar em força nos modelos com ecrãs dobráveis como forma de se diferenciar dos seus concorrentes, e mantém os dois formatos que já tinha antes: o Z Fold em formato de smartphone que se abre para se transformar num mini tablet, e o Z Flip que se dobra em metade para ficar um smartphone mais compacto.


Adeus Galaxy Note, olá Galaxy Z Fold3



O Z Fold3 reforça a aposta no multitasking, com um ecrã Infinity Flex ininterrupto de 7,6 polegadas (2208x1768 pixéis), passando a contar com suporte para a S Pen (não vem na embalagem), que conta com duas versões, com pontas que prometem não estragar o plástico que protege o ecrã, o qual já de si é também mais resistente. A S Pen Pro permite uma utilização igual à disponibilizada na série Note, permitindo entre outras funcionalidades, a execução de gestos "aéreos". 

IPX8, alumínio com maior capacidade de resistência, Gorilla Glass Victus à frente e atrás e até a câmara surge com vidro Gorilla Glass, argumentos que levam a Samsung a afirmar que este é o smartphone dobrável mais resistente do mercado. 200 mil dobragens serão garante de muitas horas de utilização sem que o ecrã sofra qualquer dano com o abrir e fechar frequente.

O ecrã exterior de 6,2" passa a apresentar uma taxa de refrescamento adaptativa de 120Hz, levando a que mesmo com o ecrã fechado, o utilizador tenha uma boa experiência de utilização. A câmara por baixo do ecrã é uma novidade, apresentando um sensor com 4MP. Para selfies de qualidade, o utilizador tem sempre a câmara exterior.



A câmara traseira apresenta um sensor ultra wide com 12MP, um sensor wide com 12MP e uma lente telefoto também com 12MP.

O processador Snapdragon 888 vem acompanhado de 12GB de RAM e 256 ou 512GB UFS 3.1 para armazenamento. Para alimentar o conjunto, uma bateria de 4400mAh.

Os 1850€ (256GB), embora mais simpáticos, continuam a manter este dobrável afastado da maioria das carteiras dos portugueses.


Z Flip 3, alternativa ao S21?



Uma das principais novidades do Z Flip 3 está no ecrã exterior, que passa ser digno de ser um ecrã com real utilidade, com 1,9" AMOLED (512x260 pixéis).


No interior, um ecrã FHD+ AMOLED Infinity Flex com 2640x1080 pixéis. Na traseira, uma dupla câmara, com 12MP ultra wide e 12MP wide (notando-se a ausência do sensor telefoto). Na frente, um sensor com 10MP.

O Snapdragon 888 vai ter a companhia de 8GB de RAM e 128 ou 256GB UFS 3.1 para armazenamento, com uma bateria de 3300mAh a suportar o conjunto.

Um conjunto de cores "da moda", Cream, Green, Lavender e Phantom Black e um preço bem mais interessante (a começar nos 1099,90€), poderão fazer deste Z Flip um dos dobráveis mais bem sucedidos até ao momento.
 

Galaxy Buds2 mais pequenos e mais leves



Os Buds 2 vêm substituir os Buds + e, segundo a Samsung, o áudio foi alvo de fortes melhorias, para garantirem uma qualidade de som imersiva. Este será o modelo de entrada de gama, mas esse facto não impediu a Samsung de brindar os utilizadores com o cancelamento de ruído activo, funcionalidade que, quando bem implementada, é garante de uma superior experiência de utilização. 

Com uma autonomia de até 5 horas de utilização, chegando às 20 horas com a caixa de carregamento, os Buds 2 vão estar disponíveis em quatro cores: grafite, branco, azeitona e lavanda, com um PVP de 149€.


Galaxy Watch4: adeus Tizen, olá Wear OS


Numa das reviravoltas mais inesperadas (ou não...) dos últimos tempos, a Samsung deixa cair o seu Tizen, passando a apostar numa parceira com a Google, que assim ganha um aliado de peso para ressuscitar o WearOS, desde sempre ligado às máquinas. Este acordo ainda permanece por esclarecer, mas o facto de a marca equipar este seu smartwatch com o novo "Wear OS Powered by Samsung", não deixa de ser o indicador do peso que a gigante Sul-Coreana teve nas negociações.

Ainda está muito por conhecer, mas segundo a Samsung a One UI Watch mantem as linhas mestras do Tizen, adicionando-lhe o acesso à loja de aplicações da Google, sem com isto perder funcionalidades. A marca destaca o sensor Sensor BioActive, para "Optical Heart Rate, Electrical Heart e Bioelectrical Impedance Analysis ", passando os utilizadores a poder monitorizar a sua tensão arterial, detectar um batimento cardíaco irregular AFib, medir o seu nível de oxigénio no sangue e calcular a sua composição corporal.


Disponível em duas versões, Galaxy Watch e Galaxy Watch Classic, por 269€ e 369€, chegam ao mercado a 27 de Agosto, estando em pré venda desde já, tal como os equipamentos agora apresentados.


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]