2021/11/19

Twitter abandona AMP em Android e iOS

O Twitter anunciou que deixará de direccionar os utilizadores para páginas AMP, enviando-os para as páginas web normais.

A Google perde mais um aliado de peso nas suas páginas AMP, que foram criadas como sendo uma forma de garantir que as páginas seriam mais rápidas a carregar e apresentar, mas que sempre estiveram envoltas em polémica e foram vistas como uma ameaça à web "normal". Agora, é o Twitter que também se distancia delas, deixando de apresentar páginas AMP e redireccionando os utilizadores para a página web standard.

Uma medida compreensível quando, ainda recentemente, surgiram relatos de que a sua suposta velocidade estava na verdade a ser conseguida à custa do abrandamento propositado do carregamento de publicidade nas páginas não-AMP. O tipo de coisa que demonstra precisamente os perigos de dar à Google ainda mais poder sobre a web do que já tem.

A verdade é que tudo aquilo que o AMP promete fazer pode também ser conseguido em páginas web normais, sendo apenas uma questão dos sites apostarem em técnicas eficientes - que numa página web seria "obrigatório" utilizar por força das restrições impostas, mas que numa página web standard será algo que terá que ser feito voluntariamente. Algo que também acaba por premiar os sites que forem melhor concebidos, pois será lógico que um visitante tenha mais vontade em voltar a visitar um site que apareça de forma quase instantânea no seu smartphone ou computador, do que outro site que demora uma dezena de segundos a aparecer e transforma a experiência numa lentidão total - e sim, ainda temos sites que, em 2022, continuam a utilizar imagens de vários megabytes como thumbnails - já devem ser sites optimizados para o 5G, sem terem consciência disso! ;)

3 comentários:

  1. Só notei aumento de velocidade de dialup para adsl, fora isso......
    Existe demasiado processamento

    ResponderEliminar
  2. Não entendo como não existe mais escrutínio sobre a forma como a Google cresce

    ResponderEliminar

[pub]