2022/03/20

Como fazer painéis LED estilo Nanoleaf

Criar painéis LED programáveis é mais simples do que se possa imaginar.

Se são fãs de iluminação decorativa e adoram o efeito possibilitado por painéis LED modulares como os Nanoleaf, então vão gostar de saber que é relativamente simples replicarem esse efeito por uma fracção do preço, usando o sempre versátil ESP8266, fitas LED RGB, e uma impressora 3D.

Neste caso, os módulos ficam numa posição fixa (embora possam ser combinados a gosto durante o processo de montagem inicial), mas isso é algo que também acaba por se verificar nos módulos com sistemas de encaixe mais dinâmicos. Afinal, quantas vezes é que vão realmente andar a mexer naquilo?

O projecto é facilitado pelo recurso a uma impressora 3D, já que toda a parte física dos módulos, incluindo o difusor, é impresso em 3D. Facilita, mas também obriga a que se tenha um bom domínio sobre a afinação da impressora 3D, para que se consiga imprimir uma primeira camada plana o mais perfeita possível - e também que se façam algumas experiências com a espessura para afinar o efeito em função do que se pretende e do tipo de filamento utilizado.
O segundo "ingrediente mágico" que remove toda a complexidade do projecto é o recurso ao projecto WLED. Este projecto, destinado aos ESP8266 e ESP32, permite fazer tudo o que se possa imaginar (e mais) com LEDs e fitas de LEDs endereçáveis, com uma infinidade de efeitos, e não faltando a possibilidade de controlo a partir do smartphone utilizando uma app, ou qualquer browser, e também de actualização OTA. Também suporta controlo de voz via Alexa, e até de controlos remotos IR se assim o desejarem (e adicionarem os componentes necessários).

Basicamente, se estiverem a pensar fazer qualquer projecto com LEDs, comecem por experimentar o WLED, pois é altamente provável que tudo o que desejassem fazer já esteja feito.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]