2022/04/05

Uber investigada em Portugal por avaliação de passageiros

A Uber está a ser investigada pela AMT e IMT por usar um sistema de avaliação dos passageiros.

Os utilizadores do serviço Uber sabem que no final de cada viagem são convidados a deixar uma avaliação do seu condutor, avaliação essa que irá afectar directamente se esse condutor irá receber mais / menos pedidos no futuro. O que podem não saber é que também os condutores podem avaliar os passageiros, algo que a Uber ia passar a mostrar mas que entra em conflito com a legislação em Portugal.

Há alguns meses atrás a Uber anunciou que iria passar a exibir a pontução que cada cliente tem, resultado das avaliações feitas pelos condutores com quem viajou.
O problema é que viola a lei nacional, que diz proíbe expressamente os mecanismos de avaliação de utilizadores por parte dos motoristas TVDE ou das plataformas electrónicas neste sector. Algo que agora está a ser investigado pelo IMT AMT, e que quase seguramente irá acabar por fazer com que, em Portugal, a Uber tenha que suspender o processo de avaliação dos clientes e eliminar os dados referentes a isso.

1 comentário:

  1. Há empresas (Apple, Uber, Microsoft, etc) que teimam em não cumprir a legislação dos países onde operam, nem se dão ao trabalho de contratar alguém que faça esse trabalho de pesquisa. Metem sede em paraísos fiscais (Luxemburgo, Holanda, Irlanda...) e logo toca a "carburar" já que exceptuando a Alemanha (e em parte a França) onde tudo pia fino, o resto deixa passar "tudo".

    Ainda bem que aqui vão abrindo os olhos...

    ResponderEliminar

[pub]