2022/02/16

Notícias do dia

Google lança Chrome OS Flex para transformar PCs e Macs em Chromebooks; Amazon arruína ComiXolog com actualização; Google prepara Privacy Sandbox no Android; alertas de saúde do Apple Watch ignorados por causa de notificações desactivadas.

Antes de passarmos às notícias do dia, não deixes de participar no nosso passatempo semanal que desta vez te pode valer uma coluna Anker Soundcore Mini.

Europa quer rede de satélite própria para competir com SpaceX

A UE quer reduzir a sua dependência em serviços de outros países, e avança com a proposta para criar uma rede de comunicação via satélite - estilo Starlink da SpaceX - à semelhança do que no passado já fez com o Galileo para servir como alternativa ao GPS norte-americano.

A medida está a ser recebida com algum cepticismo, especialmente tendo em conta a grande "derrapagem" financeira que houve no Galileo, com inúmeros atrasos e problemas, e que faz antever que os 6 mil milhões de euros orçamentados para esta nova rede satélite sejam apenas uma gota de água do real custo final. Isto sem entrar nas questões de viabilidade básica: a SpaceX só conseguirá viabilizar a constelação Starlink assumindo que a sua Starship irá reduzir exponencialmente o custo dos lançamentos para o espaço - e neste momento a Europa não tem nada que se aproxime disso, ou que permitisse poupança idêntica.


Uber deixa passageiros verem as suas avaliações

Depois de anos a manter secretas as avaliações que os condutores davam aos passageiros, a Uber vai finalmente torná-las visíveis.

Durante o processo de utilização de um Uber, os passageiros são convidados a avaliar o condutor com um sistema de 1-5 estrelas. O que alguns poderão não saber é que os condutores também podem fazer uma avaliação idêntica dos passageiros, que até agora permanecia escondida dos mesmos. Mas, talvez para incentivar um melhor comportamento, a Uber vai finalmente permitir que os utilizadores vejam a avaliação que lhes foi dada, na secção Privacy Center da app.


Google com resultados cada vez piores?

Têm ficado com a impressão de que os resultados das pesquisas no Google têm ficado cada vez piores? Não estão sozinhos, e há quem avance com a ideia de que o pico da era Google já foi atingido e agora se entrou na fase de declínio - dominado por sites "spam" para cada keyword e pela apresentação de publicidade.

Embora ainda não tenha tido muitos problemas nas pesquisas em si, posso confirmar que pelo menos no Google Now / Google Feed a coisa passou de algo que eu visitava diariamente, com recomendações e sugestões perfeitamente válidas e ajustadas ao que eu queria ver, para algo completamente inutilizável e sem qualquer interesse. Já nem me recordo da última vez que fiz um "swipe right" para visitar o Google Feed - algo que em tempos fazia repetidamente ao longo de cada dia.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: Até ao momento foram construídos 78 satélites GPS: 29 foram lançados e estão operacionais, 40 já foram desactivados, 5 estão com problemas ou reservados para backups, 2 foram destruídos durante o lançamento, 1 está em fase de testes, e há ainda 1 protótipo que nunca foi lançado.

1 comentário:

  1. Pessoalmente também já me tem custado usar as pesquisas Google.

    Se não é publicidade, os primeiros resultados são preenchidos por sites de empresas e negócios.

    A maior parte das minhas pesquisas são não comerciais, mas o que me querem impingir é negócio.

    A era dourada das pesquisas com teor valioso já foi.

    ResponderEliminar

[pub]