2022/07/19

Netflix começa a cobrar pela partilha de contas

A Netflix vai-se preparando para o combate à partilha de contas, pedindo aos utilizadores que definam a sua residência e que paguem pelo acesso noutras casas.

Com a Netflix a entrar em estado de emergência por ter perdido subscritores pela primeira vez, estão em curso várias alterações que irão afectar tudo e todos. Para além de estar a preparar modalidades com publicidade, a Netflix também se prepara para a maior ofensiva de sempre contra a prática da partilha de contas, em que grupos de amigos partilham o acesso entre si.

A opção encontrada pela Netflix é a de começar a cobrar pelas contas partilhadas, coisa que já começou a testar nalguns países da América Latina.

Todos os planos incluem o acesso a partir de uma residência, mas com este sistema será possível uma casa extra no plano Basic, duas casas extra no Standard, e até três casas extra no plano Premium, com um preço de $3 por cada casa. Sendo que haverá uma secção de gestão, onde se podem adicionar ou remover estas casas adicionais
O grande problema é que, ao estilo das modalidades com publicidade, mais baratas, que poderão incentivar muitos clientes actuais a mudarem-se dos planos mais caros para os mais baratos; também esta medida pode acabar por ter consequências contrárias ao que a Netflix espera.

É que, sendo mais barato optar por isto do que pagar duas, três ou quatro subscrições separadas; é também muito provável que muitos utilizadores que agora tinham as suas próprias subscrições comecem a agrupar-se para tirar partido do preço mais reduzido de "adicionar casas". Ou seja, ao querer eliminar a partilha de contas, a Netflix poderá estar a incentivar a partilha das contas, agora de forma legalizada - e, ironicamente, acabando por perder dinheiro e reduzindo o número de subscritores oficiais.

3 comentários:

  1. Activem isso por cá,
    e vão perder muito mais clientes,
    eu para começar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É cíclico: a pirataria aparece, criam novas formas de a reduzir. No entanto, a fome de lucrar é tanta que inevitavelmente obrigam os clientes a regressar à pirataria. E assim vai o mundo...

      Eliminar
  2. Isto soa ao maior tiro no pé de sempre. Controlar localização? Caso isto seja implementado é certinho que cancelo imediatamente.

    ResponderEliminar

[pub]