2022/09/06

Huawei Mate 50 sem 5G mas com comunicações via satélite

A Huawei apresentou a nova geração Mate 50, modelo que estreia a possibilidade de comunicação via satélite usando a rede BeiDou chinesa.

Continuando limitada pelas sanções dos EUA, a Huawei tem que fazer algumas concessões. Este Mate 50 chega sem 5G apesar de usar um Snapdragon 8+ Gen 1, tratando-se de uma variante especial sem 5G (ou, mais provavelmente, aproveitando os chips que tivessem defeito na secção 5G). No modelo Pro temos um ecrã OLED de 6.74" a 120 Hz com resolução de 1212 x 2616 pixeis, até 512 GB de memória + cartão NM até 256 GB. Nas câmaras a Huawei aposta numa câmara principal de 50 MP com abertura variável f/1.4 a f/4.0, acompanhada por uma ultrawide de 13 MP e telefoto de 64 MP, esta última também com estabilização óptica e usando um sensor RYYB. Na frente temos uma câmara de 13 MP e sensor 3D ToF para reconhecimento facial.
A bateria é de 4700 mAh, com carregamento rápido de 66 W e carregamento wireless de 50 W. Conta ainda com um modo de emergência que mantém o smartphone em standby durante 3 horas mesmo que só tenha 1% de bateria.


Mas, um dos aspectos que será mais curioso é o suporte para a rede satélite Beidu. O BeiDou é o serviço de GPS feito pela China mas que, além da geolocalização, também permite comunicação bidireccional. O Mate 50 é um dos primeiros smartphones a poder tirar partido disso, podendo receber e enviar mensagens mesmo em locais onde não tenha rede de dados terrestre.

Na China o Mate 50 Pro começa nos 986 euros, o Mate 50 normal começa nos 725 euros, e o Mate 50 RS Porsche Design cai para os 1885 euros. Se optar por lançar estes modelos no ocidente, são modelos que continuarão sem acesso à Play Store da Google, mantendo-se com a AppGallery da Huawei e demais lojas alternativas de apps.

1 comentário:

  1. Pelo menos tem as cameras centradas, mas bolas com bolas já parece os designs da mini... Também não fica bem um quadrado junto a um canto como os iphones por isso o melhor é fazerem como o Pixel mas usarem todo o volume que fica por baixo para bateria maior e amovível..

    ResponderEliminar

[pub]