2009/09/04

O meu PC 2009 - [Making Of] - Parte 1


Abram-se as cortinas, toquem as trompetas, aqui está ele... o meu novo PC que me acompanhará nos próximos anos sem dar problemas -espero eu!

Como falei no post anterior, a opção recaiu sobre um Intel Core i7 - uma das mais recentes famílias de processadores da Intel, que conta com 4 cores reais com hyperthreading, disponibilizando um total de 8 cores de processamento.

Apesar disso, optei pelo modelo mais barato, o Intel Core i7 920 @2.66Ghz, já que os modelos superiores custam desproporcionalmente muito mais dinheiro (e -caso seja necessário- este modelo tem muitas boas possibilidades em overclocking, atingindo e superando as velocidades dos modelos mais dispendiosos.)

Para servir de base a tudo isto, optei por um motherboard já com algum tempo no mercado - o que pode não oferecer as últimas novidades, mas é garantia de maior estabilidade e maturidade em drivers e BIOS. A escolha recaiu sobre a Asus P6T Deluxe V2 - uma motherboard que oferece uma boa combinação de características que me agradaram.

Para a memória... bem... eu não sou exemplo, numa altura em que ter 1GB de memória no computador ainda era considerado um "luxo" eu optei por ter 2GB; agora que 4GB já são normais... optei por... 12GB.
Sim, 12 GB. Eu sei que parece estranho num mundo onde as coisas se regem em 4/8/16. Mas com estes processadores, a memória é agora acedida em triple-channel: ou seja, são necessárias 3 DIMMs (de DDR3, pois claro) para garantir o máximo desempenho. Como 3x 2GB (6GB) me pareceu pouco... optei por avançar já para um valor "confortável" de 12GB.
(Não esquecer que para tirar partido desta quantidade de memória obriga ao uso de um sistema operativo de 64bits - ou então usar uns truques em sistemas operativos de 32bits, tal como o uso de um ramdisk.)

Outro dos pontos "críticos" a considerar é a placa gráfica - embora as ATI sejam muito competitivas para a gama de preços que eu pretendia, a minha preferência *pessoal* continua a pender para o lado da Nvida - assim sendo, a escolha foi uma Nvidia GTX275 da Asus com 896MB de memória.

Para acompanhar tal placa gráfica, é obrigatório ter um monitor à altura... e a escolha foi um LCD LG de 26", o W2600HP-BF, cuja principal característica é ser um painel LCD S-IPS que oferece melhor qualidade que os painéis LCDs usados na maioria dos monitores.

E o resto são pormenores de que falarei ao longo do post (esta é a primeira parte - num post seguinte falarei sobre a outra parte importante, os discos e espaço de armazenamento.)

Ah... falta apenas um pequeno pormenor... a caixa onde colocar tudo isto: embora não sendo a que eu preferiria, acabei por optar por uma Antec Three Hundred.

Bem... vamos às fotos que certamente é disso que estão à espera! :)


Aqui está o material todo alinhadinho e pronto para começar a ser montado... Até custa a acreditar que em breve tudo isto terá que estar dentro disto:



Primeiro passo, a instalação do processador na motherboard.


 Nada de complicado... é só pegar neste pequeno chip e encaixá-lo cuidadosamente no socket (e nunca forçar nada - o material tem sempre razão!)


E pronto, aqui está ele todo contente no sítio onde irá passar o resto dos seus dias (que espero que sejam muitos e longos! :)


Passo seguinte: instalar as memórias.

Bem, normalmente seria altura de se instalar o dissipador do CPU, mas como optei por um dissipador de grandes dimensões havia a preocupação de garantir que tudo cabia no sítio... e portanto, nada como já lá estar tudo para verificar as medidas antes de operações complicadas.

As memórias escolhidas foram as Corsair XMS3 CL8 Dominator PC3-12800 (1600) de 1.65V.
Tinha considerado umas OCZ, mas uma pesquisa pela net revelou algumas pessoas com problemas de compatibilidade... pelo que preferi jogar pelo seguro.
Para além disso, a existência de dissipadores nos módulos também me ofereceu alguma confiança para o funcionamento 24/7.



Aqui estão elas, no "antes" e "depois".



Como se pode ver, fica um bloco bem compacto de memórias (ainda bem que têm os dissipadores! :)



Passo seguinte: a instalação do dissipador do CPU.

Tal como suspeitava, na posição normal (com o dissipador perpendicular às memórias) a altura das memórias impossibilitavam a instalaçãodo dissipador, um Thermalright Ultra-120 Extreme. Ai se eu já lá tivesse colocado o dissipador... (agora teria que remover tudo, limpar o CPU da massa térmica, etc.)

No entanto, esta incompatibilidade que até acabou por se revelar benéfica...

A alternativa foi instalar o dissipador paralelamente às memórias, direccionando o ar para a traseira da caixa (que nesse canto tem duas ventoinhas a extrair o ar quente.) Nesta configuração, o ar puxado pela ventoinha ajuda a arrefecer as memórias! :)

... mas não foi fácil... por uns momentos pensei que nem assim iria conseguir instalar o dissipador... Como podem ver na foto seguinte, foi mesmo "à tanguinha"!
(peço desculpa, mas entretido -e preocupado- com a montagem do dissipador, nem me lembrei de tirar fotos dos vários passos.)

Não se preocupem, não estão a tocar-se... tem 1 ou 2 mm de folga... :)


O passo seguinte... passar tudo para dentro da caixa, e instalar a fonte de alimentação.


(E não esquecer de começar a ligar a fiarada toda, dos botões da caixa, portas USB e áudio externas, etc.)
A fonte é uma LC Power de 600W, com ventoinha de 140mm, e bastante silenciosa... Para o preço que custa considero ser uma excelente opção.


Nesta altura, só faltava um elemento para que pudesse ver se tudo tinha ficado bem instalado e funcionava como devia... a placa gráfica!


Não se preocupem... parece grande (e é) mas cabe com relativa facilidade - embora dificulte o acesso às fichas SATA...

E depois, o grande momento... ligar o cabo eléctrico à tomada... respirar fundo (rezar um pouco ao grande Deus Murphy) e carregar no botão do power.
E... nada... :/
Durante uns milésimos de segundo imaginei-me a passar as próximas horas em agonia e desespero, a testar peça por peça para detectar a falha.

Mas felizmente era tudo bem mais simples. Esta board tem uns pormenores interessantes, como ter botões de power e reset (iluminados e tudo - e até mais alguns leds brancos para iluminação.)



Pressionando o power no botão da motherboard deu inicio à sinfonia inicial de arranque, e rapidamente descobri que o problema afinal era a ficha que ligava os botões da caixa à motherboard - que está um pouco folgada e se tinha soltado.

Esta board tinha uma outra vantagem... Sem sequer necessitar instalar qualquer sistema operativo tive logo acesso ao sistema de instant-on da Asus, o Express Gate (que nada mais é que o Splashtop de que já tanto aqui falei.)


Se noutros modelos a Asus fornece um Express Gate "foleiro", que necessita ser instalado no disco rígido, nesta versão conta com o seu próprio módulo de hardware (que deverá ser pouco mais que uma pen USB específica) que está sempre pronta a funcionar, mesmo sem qualquer disco instalado.

E como a tarefa que se impunha era começar os testes de hardware o mais depressa possível, nada como pendurar um disco na máquina e fazer uma rápida instalação de um Windows XP 64 bits - que imediatamente detectou os 12GB de memória instalados - e deixar a máquina a mastigar a noite toda no Prime95 para verificar a estabilidade do sistema.
(Caso exista algum problema na memória e/ou CPU, é altamente provável que detectem anomalias no Prime95.)



Na imagem podem ver o Prime95 a executar 8 threads em simultâneo, e a ocupar os "8 cores" a 100%, com o gráfico da temperatura a subir - por enquanto nem passou dos 60ºC, mas depois voltarei a testar as temperaturas quando tiver o computador fechado com tudo em definitivo.

Ah... e claro que ainda houve tempo para fazer uns testes rápidos à placa gráfica (afinal, tinha que ver que tal seria a experiência de jogar a 1920x1200 num monitor de 26". ;)



Humm... parado não tem piada pois não?... Fiquem então com um vídeo, cortesia do iPhone 3GS. ;)
(O YouTube encheu o vídeo de compressão, mas... dá para ter uma ideia da fluidez que isto tem.)




Na segunda parte, a lista completa de material e respectivos preços, e mais alguns testes.

Na terceira parte irei mostrar a instalação dos discos rígidos e mais alguns acessórios, e de fechar a caixa para uso definitivo.

[O meu PC - Making of]
  • Parte 1 - A montagem inicial
  • Parte 2 - A lista de componentes (e preços) e consumos eléctricos
  • Parte 3 - Alterações não-planeadas
  • Parte 4 - Montagem final
  • Parte 5 - O "Antes e Depois"

42 comentários:

  1. Hehhehe... por acaso, escolheste componentes muito semelhantes aos meus ;-)

    Já o tenho há cerca de 3 meses, e estou super-satisfeito :)

    O i7 920 com a GTX 275 porta-se lindamente :D

    Ah, e se quiseres testar On-Game esses 12GB de RAM, que tal o HalfLife 2 (qualquer Episode) com o CINEMATIC MOD?

    http://www.virtualegion.com/forum/index.php?topic=4948.180

    Boa sorte para a tua nova máquina, e que te acompanhe fielmente durante os próximos 5 anos ;-)

    cumps!

    ResponderEliminar
  2. Ja agora: aquele "CoolPanel" que se vê na foto, permite controlar as fans de forma eficiente?

    Ando a pensar numa coisa dessas - as fans da minha Zalman são muito eficientes, mas à custa de uns decibéis algo elevados :|

    Podes dar mais informação sobre esse módulo?
    Obrigado!

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia isso - mas também com a minha velhinha 6800GT (AGP) não me podia dar ao luxo de querer puxar muito por ela. Agora o caso muda de figura e posso recomeçar a olhar para os jogos com outros olhos... :)

    Já fiquei muito agradado com aquela cena do Ambient Occlusion que dá logo um outro ambiente aos jogos! :)

    ResponderEliminar
  4. @Bint8

    Aquele é um Aerocool III, vou falar dele no próximo post. Não tem controlador de fans, apenas monitorizador (e alarme) de rpm e temperaturas. Já que ia meter uma baia "multi-card", escolhi uma com um pouco mais de funcionalidade.

    No meu caso o PC está todo com ventoinhas silenciosas (Tacens de 12dB) pelo que não me preciso chatear com controladores (e as duas que vinham na caixa tem 3 settings, sendo silenciosas em low e med.)

    Se queres um controlador (e ficar na "marca") tens o ZM-MFC3 que me parece excelente. Estive para comprá-lo... mas depois optei por esta solução para poupar uma baía.

    ResponderEliminar
  5. Muito bom! Adorei o pc :D

    Em relação à refrigeração, com um pc como esse, não puseste a hipótese de watercooling?(por acaso não tinha ouvido falar mais desse sistema de refrigeração, mas há uns anos atrás ganhou alguns adeptos, e também não faço ideia se é mais eficaz/compensatório escolhê-lo)

    Vais continuar com o XP ou irás experimentar/migrar para outro SO, como o W7(quando sair, já que BETA não vale muito a pena, digo eu ^^)?

    Já agora, parabéns pela máquina, e que te dure muito tempo :D

    ResponderEliminar
  6. Ter uma máquina destas torna impossível negar ser-se um cromo dos computadores.

    ResponderEliminar
  7. Wow, tens um PC daqueles que se usa para amostra, e que eu pensava que ninguém comprava :)

    Que Maquinão!!!!

    Carlos Martins is a Geek :)

    ResponderEliminar
  8. @João Rovira

    Vou falar nessas questões da arrefecimento na parte 2 (ou 3) - efectivamente cheguei a considerar a hipótese de water cooling (tenho usado disso a nível profissional) mas... para uso doméstico normal acho que se conseguem prestações interessantes sem necessidade de preocupações com manutenção.

    Nesta fase incial vou aproveitar para exeperimentar tudo o que anda por aí (excluindo o Vista.)

    De momento estou a gostar do XP64, mas vou espreitar o Win7 (64) - e claro, o Ubuntu também terá sempre uma partição reservada.

    A minha ideia será começar a usar o Ubuntu a tempo inteiro e deixar o Windows apenas para jogos que não funcionem em Linux .- para coisas de trabalho em Windows, uma máquina virtual servirá perfeitamente.


    @João Sousa
    Quer dizer... e ter um blog destes no qual tenho escrito diariamente nos últimos anos... não é um "indício"? ;P

    @Nasp
    "bota" super-geek nisso! (Só me falta é o orçamento ilimitado ;)

    ResponderEliminar
  9. só uma nota:

    tens noção que dentro de 2 anos tens um PC ja abaixo do banal, n tens? :(

    ResponderEliminar
  10. @Salgado tens noçao q durante as prox semanas ele vai divertir-se à grande, n tens? :)

    ResponderEliminar
  11. Grande Carlos,

    Excelente máquina! :o))

    Espero que fiques bem servido amigo!

    Quanto aos SOs, dá uma chance ao Vista x64, vais ficar surpreendido pela positiva :o)

    Hugz!
    Luís

    ResponderEliminar
  12. @Salgado
    Olha que nem tanto... O meu PC "velho" ainda está perfeitamente para as curvas, peca apenas pela impossibilidade de actualizar a placa gráfica - pois ainda tem barramento AGP.
    Não contando com o facto de não poder correr os jogos mais recentes com todos os detalhes no máximo, não impedia que desse pra continuar a divertir. (E auentaria pefeitamente mais uns mesitos até 2010 como estava planeado)

    COm este novo, e com um placa que até dá para jogar a 2560, tenho quase a certeza que o mesmo se irá passar nos próximos anos.

    Claro que é inevitável o progresso, e eventualmente isto passará a ser uma confiuração "média", e depois "mínima",,, mas isso já se sabe que irá acontecer sempre.
    Quem quiser estar livre disso terá que estar sempre a investir ano após ano em actualizações.
    No meu caso, tendo a possibilidade de - caso necessário - poder colocar outra GTX275 em SLI, acho que tenho margem de manobra suficiente para ficar descansado por uns tempos. A ver vamos como as coisas correm. :)

    @Luis
    Ao Vista definitivamente que não! :)
    O XP64 ainda admito, pela "comodidade" de ter um OS que conheço perfeitamente, mas com a vantagem de usar a memória toda sem recorrer a truques.
    Aora, a ter que usar/experimentar outro OS da MS, será certamente o "Vista como deveria ter sido" ou seja, o Win7. :)

    Mas, para me habituar às tralhices novas da MS, mais depressa me vejo a habituar a um OS que não me trate como pirata e que se torna mais atractivo a cada dia... :)

    ResponderEliminar
  13. Isso sim é um maquinão =)

    Só por curiosidade, como é que preves dar uso aos 12GB de RAM?

    ResponderEliminar
  14. Huginho ainda tas vivo pah? q e' feito de ti??
    parece q saiste da POn a tempo enh ? eheh

    ResponderEliminar
  15. Boa-noite,

    desculpa tar a perguntar isto.. quanto é que ficou essa brincadeira toda??

    Cumprimentos..
    Thiago Sampaio

    ResponderEliminar
  16. Carlos,

    Fico a aguardar por uma review só para o LCD da LG.
    E votos de boa diversão com esse novo brinquedo.

    Gracias.

    ResponderEliminar
  17. @Marabyte

    Então não é óbvio? Virtual machines! :)
    O OS principal permancerá o mais limpo" possível, e tudo o resto será feito dentro de máquinas virtuais destinadas a cada função - testes, desenvolvimento, etc. :)

    @Thiago

    Preço do material irei colocar no final do artio, depois de tudo montado.


    @Ricardo
    Sim, ainda não falei muito desse brinquedo (por o PC estar actualmente a mastigar o Prime95) mas terá lugar de destaque brevemente, podes contar com isso. :)

    ResponderEliminar
  18. @Marabyte

    Pensava que seria óbvio... :)
    Virtual Machines, ora pois claro! :)

    @Thiago
    Irei colocar o preço do material na última parte dos artigos. Para assustar um pouco... :)

    @Ricardo
    Sim, esse merece analise detalhada, e só tem estado "despercebido" porque o PC ainda está na fase de testes a testar CPU/MEM/MB... QUando começar a instalar o sistema operativo definitivo e colocar software decente, sairá um review sobre ele. :)

    ResponderEliminar
  19. Carlos,

    Olha que eu também era muito pelo XP 64 até que comecei a ficar um pouco limitado no que podia fazer com ele!

    Começou a ser cada vez mais difícil arranjar drivers e aplicações que dêem uso aos 64 bits.

    Como te disse, não hesito hoje em trocar o XP 64 pelo Vista 64! Devias mesmo experimentar :o)

    Tanto quanto sei, tal como o XP 64 usa o kernel do win2k3 64, o Vista 64 também usa o kernel do win2k8 64 - por isso alguns drivers são compatíveis entre os dois! :o)

    Hugz,
    Luís

    ResponderEliminar
  20. Já agora, quando sair o 7 definitivamente, é provável que faça upgrade também! Se já na beta ele se mostrava porreiro, imagino a versão final ;o)

    ResponderEliminar
  21. Nessa máquina podes testar o OSX snow Leopard, mais info osx86tuga.com

    ResponderEliminar
  22. @Ricardo Martins:
    Obrigado pela dica!!
    Parece-me uma boa opção, vou procurar reviews :)

    Em relação ao CinematicMod10, experimenta que não te arrependes! E então com esse monitor, ui... os jogos ganham definitivamente outra dimensão :D

    Quanto ás questões de longevidade dos maquinões, é sempre relativo! Depende dos componentes, e da capacidade de upgrade ;-)

    Eu também opto por material de média/alta gama, e consigo ter a máquina (relativamente) actual - leia-se potente q.b. - durante 3 a 4 anos, com upgrades regulares.
    Normalmente tento prolongar a vida do PC até ao próxmo "salto tecnológico", que foi o que aconteceu este ano com o i7 ;-)

    Também estou agora com o Windows 7 x64, mas ainda não tenho opinião formada (instalei à dias). Para já, nos jogos está melhor :)

    ResponderEliminar
  23. @Mário
    ... a conta é só no fim... é tipo restaurante. :)

    ResponderEliminar
  24. Vá lá... ando a pensar num upgradezito ;)

    ResponderEliminar
  25. Uma coisa posso dizer... o orçamento total para um PC deste tipo sai um pouco do âmbito do "upgradezito"! ;)

    ResponderEliminar
  26. podias depois colocar a lista de material do pc, valores e lojas, para uma pessoa ir tendo uma ideia

    ResponderEliminar
  27. Pronto, eu rendo-me... post com a lista e preços coming up... :)

    ResponderEliminar
  28. Boas eu gostava de saber se me podrerias ajudar a pensar numa configuraçãozinha..
    Queria um PC para andar nos downloads e nas páginas de net, jogar praí 3 jogos Football Manager, Pro Evolution Soccer e CS. Ver videos e filmes HD, conversões de video, gravações de DVD's e assim, nada de muito puxado.
    Mas queria ter o dual-boot de XP e Ubuntu por agora. Ou também dava o Ubuntu e VM de XP.
    Mas ando mesmo indeciso e não sei bem que componentes funcionam melhor uns com os outros...
    Será que me consegues ajudar sff? Obrigado

    ResponderEliminar
  29. Bem.. já tenho uma noção do custo... e realmente sai do upgradezinho.

    ResponderEliminar
  30. @Mário

    Já está online a lista com o material e preços.

    No teu caso, o upgrade é mais simples... tens PCI-EX, pode trocar só a placa gráfica se for caso disso.


    @Ruben
    Hoje em dia é relativamente fácil, pois qualquer configuração "económica" tem prestações bastante boas. O factor essencial continua a ser o orçamento disponível, e a partir daí arranjar o material com melhor relação qualidade preço.

    Um Core 2 Duo, 4GB de Ram, e uma ATI 4870 serão perfeitamente capazes de suportar a maioria dos jogos sem grandes problemas - e "voar" pelas outras aplicações. (E usar dois discos rígidos separados em vez de um único, para separar "funções".)

    ResponderEliminar
  31. Então mas e se eu optasse por um sistema I7, 1Tb Sata e um SSD + uma Nvidia? Já era excelente não? E em vez de 4 punha já 6 de RAM para ficar prós tempos vindouros...
    Isso das funções não percebi...

    ResponderEliminar
  32. @Ruben
    O "separar funções" refere-se a ter discos físicos diferentes, um para o sistema e programas, outro para dados/files temporários/etc.
    Com o custo actual dos discos rígidos, compensa enormemente.

    Uma opção a considerar será a dos novos processadores i5/i7, como falei neste post, ficas com desempenho equivalente/superior ao 920, por custo bem mais reduzido.

    ResponderEliminar
  33. Pois eu disse o i7.. Já percebi os discos. Pois eu queria fazer isso. então um SSD não seria apropriado pois não?

    ResponderEliminar
  34. @Ruben

    Sim, mas referia-me ao facto de teres os i7 "antigos" com o socket 1366 (motherboards mais caras) e os i7 "novos" com socket 1156 que ficarão bastante mais baratos.

    Um SSD é sempre apropriado, e perfeito para usar nestas situações de teres o SSD para o sistema operativo e programas, e um disco "normal" para guardar os conteúdos e dados.

    ResponderEliminar
  35. Olá Carlos
    O seu micro é muito parecido com o que irei montar tb.
    Algumas diferenças, como na placa de vídeo ATI.

    Somente nao montei por estar esperando sair a Board com SATA3 e USB III, mas talvez demore para sair.

    O único que nao gostei, foi sua escolha de gabinete. Para uma máquina dessas poderia escolher um gabinete a altura. Existem muitos bons, como o Asus Vento TA-M2, Ebony GMC K2 ou ainda os refrigerados a água (entre muitos outros)
    Sorte.
    A Z

    ResponderEliminar
  36. @A.Z.

    Também penso que o USB3 e Sata3 ainda demorem um bom bocado até sairem e se tornarem "comuns". É impossível estarmos sempre à espera das "últimas novidades"... quando tem que ser, tem que ser! :)

    Quanto à caixa... sinceramente foi mesmo por ter gostado dela. É certo que tem limitações... mas eu gosto de caixas simples, sem grandes "tunings", e esta pareceu-me jeitosa (as outras que eu consideraria custavam no mínimo 3 ou 4x mais.

    Quanto ao water cooling, cheguei a considerar... mas preocupa-me a questão da manutenção a longo prazo, e a maior complicação em caso de uprades.
    Para meter water cooling teria que ser "a sério", no CPU, chipset, e gráficas (e em SLI, complica logo a coisa.)
    Com as ventoinhas Tacens de 9dB e 12dB que tenho usado, é perfeitamente possível manter todo o sistema bem refrescado sem grande barulho.
    (depois farei mais testes, e postarei resultados! :)

    Aora... vou regressar ao PC... Passos para hoje, trocar a fonte, meter os discos lá dentro e adicionar a 2ª GTX 275.

    ResponderEliminar
  37. Carlos,

    essa configuração do dissipador do processador direccionado ainda sobre as mem's, não vai encher parte do dissipador da memória de sujidade "queimada" ?

    Aconselhava a uma vista de olhos daqui a uns 3 meses.
    E de notar que o ar sai dali bastante quente (quando puxado o proc) o que a longo prazo pode fazer algum estrago naquele primeiro bloco ram.

    ResponderEliminar
  38. @Anónimo

    O ar passa no outro sentido, a ventoinha *puxa* o ar sobre as memórias, e empurra-o através do dissipador para a parte de trás da caixa (onde existem duas ventoinhas a extrair o ar quente, na traseira em em cima.)

    A caixa também tem filtros nas entradas de ar para reduzir o pó que entra.

    ResponderEliminar
  39. Mas usando um SSD para escrita constante não dá cabo do disco? Li acho que até foi aqui que o XP faz isso...

    ResponderEliminar
  40. @Ruben

    Sim, mas os discos SSD já estão pensados para isso, fazendo "wear levelling", ou seja; mesmo que estejas sempre a alterar o mesmo ficheiro, ele vai fazendo as escritas em sítios diferentes.

    E claro, há todas as optimizações que se podem fazer para reduzir as escritas: mudar as localizações de caches e ficheiros temporários para um disco "normal" (ou idealmente, para um RAM disk), desactivar as desfragmentações automáticas e serviços de indexação (caso haja - o Win7 quando detecta um SDD parece que já faz isso automaticamente.)

    ResponderEliminar

[pub]