2016/02/02

Notícias do Dia

Google quer controlo total sobre os Nexus (ao estilo Apple); o Windows 10 poderá estar prestes a correr apps Android; e as lojas fraudulentas que dominam o Google e que deixam que sejam as pesquisas a levar-lhes as suas vítimas.

Antes de passarmos às notícias do dia, a recomendação de que votem no livro FCA que mais vos interessa para oferecemos este mês.

Alphabet (Google) superou Apple em valor de mercado


A Google - ou melhor dizendo, Alphabet - teve uma rica prenda para o início de Fevereiro, com as receitas acima do esperado a terem feito disparar as acções, colocando o seu valor de mercado acima dos 550 mil milhões de dólares, e superando os 538 mil milhões da Apple.

São valores que rapidamente poderão voltar a inverter-se, assim que o valor das acções estabilizarem (actualização: o Google já voltou a valer menos que a Apple) mas não deixarão de ser boas notícias para todos os investidores no Alphabet.


Gmail supera os mil milhões de utilizadores activos



Não digam aos que anunciam anualmente a morte do email, mas o Gmail cresceu e conta agora com mais de mil milhões de utilizadores activos. É um crescimento bem saudável face aos 900 milhões que tinha em Maio de 2015, e que demonstra que mesmo com todo o spam, phishing e malware (ver a notícia mais abaixo) o email não está em risco de desaparecer.

... Por outro lado, também não podemos deixar de referir que as apps de mensagens instantâneas continuam a crescer, com o WhatsApp a superar também os mil milhões de utilizadores mensais.


Dupla de YouTubers desiste de registar "React videos"



A dupla The Fine Bros parece ter sido contagiada pela mania das patentes e marcas registadas absurdas, e pretendia registar o conceito de vídeos de reacção que são bastante populares na internet. Ou seja, se quisessem fazer um vídeo no qual filmam as reacções de uma pessoa a qualquer coisa (como um vídeo que lhes vai pregar um susto) arriscavam-se a poder ter o vosso vídeo removido da internet, a não ser que lhes pagassem uma licença!

Felizmente, a reacção da comunidade parece ter sido suficiente para que eles mudassem de idea - mas mais preocupante seria imaginar que efectivamente eles pudessem ter conseguido registar isso!


62% das mensagens de email de 2015 foram spam, vírus, phishing e malware



A AnubisNetworks, revelou algumas estatísticas interessantes (e assustadoras). Em 2015, o seu sistema de segurança de email detectou que 62% das mensagens de email enviadas em Portugal eram referentes a spam, vírus, phishing e malware. Esse valor chegou a ser superior a 70% nos primeiros meses do ano, tendo posteriormente decrescido ao longo do ano, mas assistindo a novo aumento no mês de Dezembro.

Tudo isto para relembrar: cuidado com o que recebem via email. :)


Curtas do Dia


Resumo da Madrugada


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]