2016/11/04

Apple com 104% de lucro nos smartphones


O Android já representa quase 90% do mercado, mas quando se fala de lucros a Apple continua num mundo à parte, e no último trimestre conseguiu a proeza de conseguir mais de 100% dos lucros no sector.

Como é possível obter mais de 100% nos lucros? Segundo as estimativas de um analista isso é possível graças aos resultados negativos de outros fabricantes - nomeadamente a Samsung, que tem que pagar a pesada factura dos incidentes e cancelamento dos Galaxy Note 7. Seja como for, é um resultado que vem reforçar a já forte posição que a Apple tem (no ano anterior tinha obtido 90% dos lucros para período idêntico), mesmo quando detém uma posição minoritária no mercado, em volume.

Enquanto a Apple conseguir obter a maioria dos lucros, neste caso uns incríveis 100%+, à custa de apenas 12% de quota de mercado, fica numa confortável posição que lhe permite fazer o que quer sem se preocupar com as questões de monopólio (com que a Google e Android têm constantemente que lidar)... ao mesmo tempo que vão somando milhares de milhões às suas contas bancárias.

Mesmo com a Google a querer copiar a margem de lucro da Apple nos seus novos Pixel, não me parece que isso venha a acontecer em escala que se faça notar. Mas, também já tivemos exemplos que demonstram que as coisas podem mudar de forma bastante rápida e inesperada... pelo que, quem sabe o que o futuro nos poderá trazer?

21 comentários:

  1. Mesmo com o Note 7, a Samsung teve resultados positivos de lucro.

    Isto explica e bem a fatia de mercado do Android: abaixo do preço de custo, até lixo as pessoas compram...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Samsung teve resultados positivos, mas não no segmento dos smartphones (vendem muito mais coisas).

      Se bem que, até as máquinas de lavar têm estado a estourar e agora também houve um recall... têm estado com azar.

      Eliminar
    2. De resto, generalizar que Androids = lixo só demonstra desconhecimento do mercado. Tens excelentes smartphones Android (e em múltiplos patamares de preço)... O erro, muitas vezes, é ter a ilusão de que um smartphone de 100 ou 200 euros esteja ao nível de um de 700 ou 800.

      Eliminar
    3. Segundo o texto original, a Samsung teve +0.9%.

      Sim, tiveram "azar" e levaram um recall. É o Karma a funcionar. Não tenho pena nenhuma.

      Mesmo telemóveis de 700 ou 800 como o Pixel, não estão ao nível do iPhone 7, que tem preços (e até capacidades) iguais. E ao fim ao cabo, ninguém faz melhor que o iPhone, e a Apple é a melhor empresa do ramo.

      Eliminar
    4. Epá eu também gosto muito da Apple mas essa arrogância e fanatismo é doentio. Desculpa mas é a minha opinião. Tenho Macbook, Watch, iphone. Já tive um Android Samsung S3. A experiência foi tão má que não voltei a dar oportunidade. Além disso estou refém do ecossistema Apple que em conjunto para já é imbatível. Mas calma. O mundo não acaba hoje e a apple na minha opinião está a ir no caminho errado. Veremos...

      Eliminar
    5. Eu só gostava de saber porque é que na Internet quando se é crítico da Apple, está tudo bem, quando se mente e destila veneno sobre a Apple, é muito bom, mas ai de quem diga bem da empresa mais valiosa do mundo!

      Na minha opinião, a Apple está a fazer bem, com um pé à frente do outro, enquanto está toda a gente a meter os pés pelas mãos, e a reagir aos avanços da Apple simplesmente.

      Eliminar
    6. Felizmente posso falar com conhecimento dos dois sistemas. Tenho um iphone 5 s (já tive o 3) e tenho neste momento um xiaomi (depois de 2 moto g , xperias, etc). O primeiro é fiável enquanto software e robusto em hardware. Tem qualidade e poucas falhas. Mas estar preso a um ecosistema é algo me que frustra diariamente. O android é mais do meu agrado e se for stock ainda melhor. Tenho um de 200 paus, mas acresdito que com mais qq coisa (ex: one plus) batia facilmente qq iphone.

      Eliminar
    7. Isto é gente com memória muito curta (ou muito novinhos).
      Já quando a Apple abandonou (por ex.) o SCSI ou o ADB foi um choradinho de criticas que era a morte da Apple. O mesmo se passou quando introduziu o USB nos primeiros iMac. Depois foi o que se viu. Espero cá estar para concluir daqui a uns anitos que a história se voltou a repetir.

      Eliminar
    8. Bons tempos, dos terminadores dos SCSI... NOT! :)
      Sim, é a evolução, e não há dúvida que daqui por uns anos é tudo USB-C e Thunderbolt (embora me pareça que o Thunderbolt se arrisque a ser o novo Firewire, mas com a vantagem de ser fisicamente compatível com o USB-C, o que ajuda bastante); a questão é apenas se *neste momento* não teria sido melhor a Apple não se ter esquecido de que 99.999999999% das pessoas usa as coisas que tem... e que agora será forçada a usar mais dongles e adaptadores do que nunca (incluindo para ligar os seus próprios iPhones e iPads a estes Macs.)

      E facto de haverem muitos fãs de longa data a virem chamar a atenção para este tipo de pormenores (em que a Apple de outros tempos era exímia) parece-me ser sinal de que realmente a Apple deveria ter um pouco mais de humildade e ouvir quem a sustenta... É preciso não esquecer que até os gigantes caem (basta perguntar à Nokia. :)

      Eliminar
    9. Esses mesmo adaptadores foram "necessários" antes a quando das mudanças. Lembrarás certamente que inicialmente eram raras as impressoras (por ex.) que tinham ligação outra que paralela. Só passado algum tempo começaram a vir com paralela e USB. E agora..... só USB.

      Eliminar
    10. @Carlos dizer mal do SCSI nao faz sentido, era o melhor que havia na época, era até a única opção viável para unidades de disco externas, e de outras coisas como scanners...

      O thunderbolt não compete com o USB, o thunderbolt existe para quando o USB não chega lá, obviamente que para a maioria dos utilizadores, USB é tudo que precisam, mas se queres trabalhar profissionalmente com 4K, por exemplo adaptadores SDI, não tens hipótese com USB, ou unidades DAS de alta peformance.

      Continuam com a teima dos dongles, para 99.999999% das pessoas, nem precisa de dongles nenhuns, precisa só de trocar os cabos, e está feito, eu não preciso de dongle nenhum, e tenho uma data de coisas.

      A passagem é mais suave que por exemplo das impressoras, só precisei de comprar um cabo USB-B para USB-C, fácil.

      Eliminar
    11. "até lixo as pessoas compram"
      E depois o Carlos (e os outros) é que Android fanboy e Apple hater.

      Continua Rui, vou só buscar outro balde de pipocas.
      (mas por favor, não ameaces partir os dentes a alguém como da outra vez, isso é baixo demais mesmo para um iSheep)

      Eliminar
    12. Não acusei o Carlos de ser hater ou fanboy de nada, senão não lia o blog dele, e não comentava.

      @Bruno, eu não ameacei ninguém de nada, ninguem está aqui para te aturar mais as tuas ameaças verbais ("iSheep")

      Eliminar
  2. eu desde que experimentei o iOS, acabou o android. nunca irei voltar.
    daí também dei o salto para o macbook..
    Por alguma razão se vai e não se volta. Se preferia gastar menos algum dinheiro e comprar algo de qualidade semelhante, sem duvida, mas sao os preços que eles cobram pela qualidade e sistema operativo..
    e eu era um hater da apple.. até ter comprado um iPhone 4s a um excelente preço..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha eu foi ao contrário... Experimentei o iOS (á uns anos, é bem verdade...) e jurei que nunca mais. Desde essa altura fui Android e nunca mais volto a iOS.
      Gosto do MacOS mas acho os preços dos MBP absurdos e não suportam gaming em MacOS como fazem em iOS.

      Mas também já experimentei várias distros Linux, Windows 7 e 8 por isso sei que é "apenas" mais um OS. Considero-o melhor do que o Windows 10 (menos intrusivo) mas neste momento existem tantos portáteis com design e hardware tão bom quanto os MBP que o que faria é adquirir algo que tivesse todo o hardware compatível com Linux (algumas placas wireless e outros componentes podem ser problemáticos...) e mudava para Linux.

      Eliminar
  3. Diria o Senhor de La Palisse - Se a Apple quisesse vender ao iPhones a baixo preço, com lucro próximo de zero ou com prejuízo, a sua quota de mercado subia significativamente, certo?
    (Convém pensar duas vezes porque a Microsoft, a LG e a HTC, mesmo vendendo com prejuízo, a quota não sobe).

    Então o principal fator para a dominância do Android é o preço, certo? E o principal fator que permite à Apple manter preços elevados e lucros é a qualidade, certo?

    E que é a utilização da inteligência artificial (e não o hardware) que constitui o principal desafio dos smartphones (e outros equipamentos domésticos) - e que aí a Google está melhor posicionada e irá vender serviços com a sua inteligência artificial ao Android e aos IOS, certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Google ainda não fez nada de especial para se dizer que está à frente disso. O que é que a Google faz então?

      A Google não faz nada de jeito, digam o que disserem, vive às custas da rede de publicidade (vender as informações recolhidas dos utilizadores), e se não fosse o YouTube (com cada vez mais anúncios), estava morta hoje, porque o FaceBook é muito mais determinante hoje.

      Eliminar
    2. Pesquisa, Maps, Photos, Gmail, Google Drive/Docs, Assistant, Google Now, Android, carros autónomos, ... isto só do que me lembro assim instantaneamente...

      Acho que esse "A Google não faz nada de jeito" será um bocadinho injusto e que só serve para demonstrar a visão completamente parcial que tens destes temas. (E estás no teu direito de as ter... desde que compreendas que as outras pessoas também estão no seu direito de discordar de ti.)

      Por cá sempre nos orgulhamos de ter um espaço onde todos são bem acolhidos e onde se pode discutir de forma saudável e positiva, com o intuito de partilhar o conhecimento e opiniões, mas não de cultivar fanatismos ou credos.

      Eliminar
    3. Tem lá calminha ó aziado, não aceitas que as pessoas possam ter opiniões diferentes das tuas. Vai e não voltes, não fazes cá falta nenhuma com essa maneira de pensar, tira os óculos de cabedal.

      Eliminar
    4. @Carlos Martins: não vejo nada de especial nesses serviços, afinal de contas, quanto é que estás disponível para pagar por eles? Não vejo ninguém. São "bons" porque são de borla. Assim é fácil. Olha o YouTube... muito bom, mas pagar pelo Red? Está quieto!

      Quanto ao carro autónomo, o da Apple é muito melhor. Se é que me entendes. Eles prometeram em 2012 que em 5 anos vamos andar todos de carro autónomo.

      Eliminar
    5. Mas ainda se dão ao trabalho de responder a este... bom sendo do norte fico-me por aqui.

      Eliminar

[pub]