2017/01/31

Notícias do dia

O Facebook quer acabar com as perguntas de recuperação de password; o Dropbox Smart Sync acede a documentos na cloud como se fossem locais; porque motivo ainda se consegue encerrar janelas no Windows com um duplo clique no canto superior esquerdo; como correr um ambiente Linux num smartphone ou tablet Android; e um ataque de ransomware que deixou hóspedes de Hotel trancados fora dos quartos.

Antes de passarmos às notícias do dia, não deixes de participar no passatempo que esta semana tem para te oferecer uma pen USB 3.0 de 64GB.

Razer compra a Nextbit




Lembram-se da Nextbit, a empresa criada por ex-googles e pessoal da HTC que prometeu criar um smartphone revolucionário (que se veio a revelar o Robin, orientado para a cloud)? O smartphone pode não ter sido a revolução que se esperava mas terá sido suficiente para atrair a atenção da Razer, que acaba de comprar a empresa.

A parte má é que isto coloca um ponto final no Robin, com a empresa a garantir que manterá as actualizações até Fevereiro de 2018; mas pelo lado positivo, permite à Razer expandir ainda mais a sua área de actividade. Será que é desta que começamos a ver os smartphones a poderem ser usados como "second-screen" para controlo de jogos, etc? Ficamos a aguardar.


Chrome mais rápido só desenha os pixeis que precisa



Manter o desempenho de um browser nos desejados 60fps não é tarefa fácil num mundo em que as páginas web podem contar megabytes de informação dinâmica; mas é isso que a equipa de desenvolvimento se esforça por fazer. No Chrome mais recente foram feitas inúmeras melhorias, sendo que uma delas consiste numa melhor detecção das alterações numa página, de modo a redesenhar apenas os pixeis que foram alterados - em vez de redesenhar todo o sector como acontecia anteriormente.

Num caso comum, como o de um cursor a piscar numa caixa de texto, a melhoria a nível de eficiência é substancial, pois apenas há necessidade de actualizar uma pequena secção da imagem, em vez de todo um quadrante.


LEGO cria rede social para crianças LEGO Life



Os LEGO continuam a ser um brinquedo fascinante para miúdos e graúdos, e por isso mesmo a LEGO acha pertinente expandir a sua área de actuação junto dos mais novos, com o LEGO Life. Se para os adolescentes e adultos não faltam comunidades e redes sociais onde possam partilhar e discutir o seu gosto pelos LEGO, para as crianças mais novas as coisas são mais complicadas.

O LEGO Life é um espaço virtual que pretende dar às crianças com menos de 13 anos de idade o mesmo tipo de liberdade, mas onde são salvaguardadas as questões de segurança (o email de criação da conta é o email dos pais, não se utilizam nomes reais, não se podem partilhar fotos com elementos identificativos, etc.) e onde os comentários são feitos com emoji para minimizar o risco de "abusos" verbais. Pena é que por agora esta rede social da LEGO não seja para todos, pois está disponível apenas nos EUA, Reino Unido, França e Alemanha.


Netflix Hack Day dá origem a tele-comando cerebral

Os Hack Days da Netflix têm dado origem a projectos bem originais, e este ano temos o MindFlix que será de especial interesse para os fãs dos filmes e séries que nem sequer querem levantar um dedo para clicar no controlo remoto. Este projecto utiliza uma banda capaz de detectar padrões cerebrais, permitindo que o utilizador controle o seu Netflix usando apenas o pensamento e movimentos com a cabeça.




Outro projecto interessante permite ver o que os outros utilizadores associados à nossa conta estão a ver: ideal para os pais que quiserem controlar o que os filhos andam a ver... :)



Curtas do dia


Resumo da Madrugada

4 comentários:

  1. A noticia do hotel parece que não foi bem assim. Só houve impossibilidade de registar novos checkin's

    ResponderEliminar

[pub]