2017/09/29

Denuvo crackado novamente... em horas


O sistema de protecção Denuvo tem sofrido revés atrás de revés... e cá está mais um, com o jogo Total War: Warhammer 2 a ter sido crackado numa questão de horas após ter sido lançado.

O sistema Denuvo, considerado o "supra-sumo" dos sistemas de DRM e que durante muito tempo foi considerado como sendo "incrackável" tornou-se numa verdadeira estrela cadente. Ao fim de algum tempo começaram a surgir versões pirateadas de jogos protegidos com Denuvo, obrigando a adaptar a promessa de protecção total para uma de "protecção suficiente" que evitava versões pirata durante a importante fase de lançamento; eventualmente dando origem ao lançamento de um keygen Denuvo que indicava que o sistema teria sido totalmente crackado.

Agora temos novo caso que confirma essa derrota, com o jogo Total War: Warhammer 2 a ter sido crackado poucas horas após o lançamento - revelando que o sistema nem sequer é capaz de assegurar a dita garantia de evitar a pirataria quando mais seria preciso.

Resta agora esperar que esta nova derrota sirva para comprovar, de uma vez por todas, que todo o dinheiro investido (leia-se: desperdiçado) em sistemas de DRM melhor seria aplicado na produção do jogo e na garantia da sua qualidade (ou até na redução do custo final para os clientes finais). Já vimos que os infames downloads ilegais não só não afectam as vendas legais como até promovem a venda de jogos... Pelo que, seria uma excelente forma dos estúdios e produtores se aproximarem dos seus clientes finais e demonstrarem a sua confiança neles.

... É aos consumidores finais que pagam pelos conteúdos que eles deveriam dar prioridade, evitando todos os efeitos secundários do DRM que inevitavelmente os vem afrontar, em vez de lhes darem motivos para que, mesmo estando disponíveis para comprar, sejam incentivados a procurar ou utilizar versões pirateadas para se verem livres de problemas. (Recordo-me sempre daqueles casos de jogos antigos cujos servidores de activação já foram desactivados, e onde são os próprios criadores a recomendar o uso de cracks.)

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Ora, só assim uns comentários por alto:

    Efeitos secundários do DRM
    Pelo menos no último ano já não faz sentido falar de problemas associados aos sistemas de DRM. O denuvo não cria problemas ao utilizador como aconteceu com outros sistemas no passado. Existe especulação mas provas? Nem por isso. Houve o tal hacker que testou e descobriu as muitas verificações feitas pelo denuvo, mas nada fez para testar esse impacto na performance.

    Investir em DRM em vez de na produção do jogo.
    A denuvo essencialmente devolve o dinheiro no caso de a proteção ser quebrada num certo espaço de tempo. Assim, parece-me que não há lado negativo de "investir" no DRM. Se funcionar funcionou se não funcionar, o dinheiro volta e pode ser reinvestido.

    Utilidade da denuvo
    Já houve muitos estudos a negar o impacto da pirataria, no entanto, o meu "feeling" é de que quem vai comprar compra e quem quer piratear pirateia e não o vai comprar. Existirá uma pequena quantidade de pessoas que pirateiam para testar e tal e depois acabam por não comprar e ainda uma pequena quantidade de players que têm mesmo que jogar o jogo e não havendo versão pirata, cedem à tentação e gastam o dinheiro. Não sei que % de jogadores estes representam, mas o facto de o denuvo atrasar a jogatina durante 1-3 meses garantia pelo menos mais esses clientes e isso não seria assim tão negativo com certeza.

    Em conclusão, se um produto for realmente demasiado fácil de obter ilegalmente, sem consequências legais e morais, ou a indústria de entretenimento entra em colapso ou revoluciona-se completamente e os modelos económicos têm obrigatoriamente que mudar. Youtubes, spotifys, netflixs, hulus, etc são uma amostra disso. Para quando um netflix de jogos em que o jogador paga uma subscrição e joga o que quiser de uma lista com todos os jogos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... Não há qualquer justificação possível para o DRM, a não ser prejudicar os clientes legítimos...

      Não faltam exemplos disso: https://boingboing.net/2017/09/30/rpcs3.html

      Eliminar
  3. O DRM está para as pessoas como o Isaltino está para a politica. A pirataria também gera dinheiro a quem desenvole e sobretudo a quem distribui

    ResponderEliminar

[pub]