2014/01/09

Galaxy S5, novo Gear e Note com ecrã "dobrado"


O próximo Galaxy S5 da Samsung pode estar a poucos meses de distância, e a marca coreana não vai deixar de utilizar todos os trunfos para fazer deste seu novo topo-de-gama o modelo de referência com que todos os outros terão que ser comparados.

O novo Galaxy S5 poderá surgir já em Abril, e fala-se da possibilidade de ter não só um sensor de impressões digitais como estrear também um sistema de reconhecimento da íris para segurança acrescida. Uma opção que estará a ser considerada pela Samsung mas que não está confirmada (mas sem dúvida que seria mais interessante poder desbloquear um equipamento por esse método, que dispensaria até o toque físico no mesmo.)

Mais certo e praticamente confirmado está a chegada de um novo smartwatch Galaxy Gear, que deverá resolver as principais críticas ao modelo actual, sendo menos volumoso e tendo funcionalidades mais avançadas. Poderá deixar os possuidores do actual modelo a sentirem-se um pouco como "cobaias", mas demonstra que neste segmento ainda está tudo em "experiência", e que a Samsung não quer abrandar o ritmo para se tornar num líder nessa área.

E por último: fala-se de um novo Note que poderá dar uso a um ecrã flexível que o envolverá nos cantos (como visto no protótipo apresentado) de modo a que possa apresentar notificações que serão visíveis de qualquer posição. Pelo menos nesta fase, se tal se vier a concretizar será certamente num modelo de produção reduzida - ao estilo do Galaxy Round - apenas para servir como modelo pioneiro de "demonstração" do que daqui por mais alguns anos se poderá tornar comum.

7 comentários:

  1. Se essas esboços corresponderem ao futuro S5 seria excelente mas não acredito que a Samsung vá já abandonar os botões touch/home, pelo menos não quereria que isso acontecesse, gosto mais de como está actualmente

    ResponderEliminar
  2. Eu ja tive um Nexus 7 com botoes no ecra e disse imediatamente: fica-te que NUNCA mais! (a nao ser que todos o fossem...). Botoes no ecra só retiram espaco utill de imagem, e nao tem qualquer vantagem vs. "semi-físicos" como os actuais samsung.

    ResponderEliminar
  3. @Polidinho já eu prefiro os botões no ecrã e passo a explicar. o ecrã ocupa mais no telefone fisico e depois há developers que já meteram o immersive mode do kit kat a funcionar pelo que a area fica toda ocupada sem os butões e se quiseres "chama-los" com um gesto... eu prefiro tê-los bem pequenos embora também dê uso ao immersive mode. Eu até te digo... nunca mais a um modelo que não seja nexus! ;) nunca é relativo mas pelo menos acho que estão na direcção certa no presente

    ResponderEliminar
  4. Concordo e tenho exactamente a mesma opinião do viperbruno e Polidinho...

    ResponderEliminar
  5. Com'é isso do leitor de íris dispensar o toque físico no smartphone ? Pousa-se em cima da mesa e aproxima-se a íris ?
    Deixa-me cá snifar uma linha e aproveito para desbloquear o smartphone ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Referia-me a não ter que dar um "toque" inicial de desbloqueio, como agora acontece na maioria dos modelos: wake-up + unlock. (Ficaria ao estilo do Moto X onde basta falar; neste caso bastando olhar para ele.)

      Eliminar
    2. moto x... pode acontecer na europa?

      http://www.trustedreviews.com/news/motorola-moto-x-european-launch-could-happen-january-14

      Eliminar

[pub]