2018/03/03

Os melhores tablets do MWC 2018

Depois de se ter falado dos melhores smartphones do MWC 2018, o nosso Luis Costa traz-nos agora os tablets que mais lhe chamaram a atenção.



Os tablets continuam longe de obter uma popularidade semelhante à dos smartphones, mas este facto não tem impedido alguns fabricantes de continuarem a apostar neste segmento. Huawei, Alcatel e Asus, são algumas das marcas que anualmente vão renovando os seus tablets e no caso das duas primeiras, o MWC foi o palco escolhido para o lançamento de novos equipamentos.

Curiosamente, a aposta foi nos dois extremos, com a Huawei a optar pela segmento de gama alta e a Alcatel a optar pela gama de entrada.

Huawei MediaPad M5



Os novos MediaPad M5 e M5 Pro foram, a par do Matebook X Pro, os produtos em destaque na apresentação que a Huawei realizou em Barcelona (já que a nova série de smartphones P20 teve apresentação adiada para outro evento, em Paris, no final deste mês). Estes dois tablets da Huawei destacam-se pela qualidade do design e construção, ao nível do que a marca chinesa tem vindo a apresentar nos smartphones. O hardware foi também alvo de especial atenção, com as três versões do MediaPad M5 a apresentarem um processador Kirin 960 e um ecrã 2K, com resolução 2560x1600.

Os tablets apresentam-se com 4GB de RAM e 32 ou 64GB para armazenamento. O modelo de 8.4" tem uma bateria de 5100mAh e os de 10.8" crescem para 7500 mAh. Em termos de câmaras, temos uma câmara traseira de 13MP, f/2.2, com auto focus (PDAF) e na frente uma câmara de 8MP f/2.2.

Correm Android 8 com EMUI 8, pelo que será interessante verificar qual o impacto que o Project Treble terá nas actualizações destes tablets lá mais para a frente (ou com ROMs não oficiais da comunidade). O preço começa nos 349 euros para o modelo WiFi de 8.4" e vai até aos 599 euros para a versão LTE do M5 Pro.


Alcatel 1T


No extremo oposto, temos dois tablets da Alcatel, com 7 e 10", ambos a correr Android 8.1 Oreo. O preço pode ser um argumento de peso  quando de uma aquisição e, no que se refere a estes dois equipamentos da Alcatel, ao saber-se o valor dos mesmos tudo o resto passa para segundo plano.

A Alcatel definiu um preço de 69.99 euros (!) para a versão de 7" e de 99.99 euros para as de 10". Com estes valores, o consumidor sabe à partida que não poderá contar com um generoso conjunto de especificações - mas sem que isso impeça a sua utilização em muitas aplicações específicas.

O Alcatel 1T de 7" tem uma resolução de 1024x600 pixels, processador MediaTek 8321A, 1GB de RAM e 8GB de armazenamento (~4GB livres), bateria de 2580mAh e pesa 245g. A versão de 10" tem uma resolução 1280x800 pixels, 1GB de RAM e 16GB (11 disponíveis) para armazenamento, bateria de 4000mAh e pesa 415g.

... Nem que seja para os ter na parede a servir como interfaces para apresentar as notícias, o estado do tempo e permitir o controlo dos aparelhos inteligentes que tivermos por casa, não deixam de ser opções a considerar. :)

2 comentários:

  1. Os tablets não acompanham as inovações apresentadas nos dispositivos abaixo das 7" polegadas. O leitor de impressões digitais, qualidade de câmara fotográfica, novastrizes para ecrãs e as memórias RAM apresentadas são uma anedota, as AI ainda não chegaram e etc. Por exemplo, alarguem um smartphone comum e apostem nas 7", 9" ou 12". Se o problema for memória interna apostem no armazenamento na Cloud

    ResponderEliminar
  2. Como já disse estou de olho neste MediaPad M5 10'8, para jogos e videos em casa é melhor...o meu shield tablet já começa a cansar, em alguns jogos, principalmente estratégia onde ter um ecrã maior é sempre melhor :)

    tenho pena que a nivel de tablets existam poucas alternativas, digo boas alternativas, porque chinesas temos até um excesso! Só nos resta mesmo um ipad...tudo o resto morreu.

    ResponderEliminar

[pub]