2018/05/26

Xiaomi Mi 8 pode vir com Quick Charge 4.0


O Xiaomi Mi 8 está aí ao virar da esquina e a acreditar numa imagem que supostamente teve origem no site da Qualcomm, o novo smartphone da marca chinesa vai suportar o QuickCharge 4.0.

Hoje em dia quase todas as marcas disponibilizam um sistema de carregamento rápido para os seus smartphones. Fabricantes como a Huawei ou a OnePlus, preferem trabalhar no desenvolvimento de tecnologias próprias para este fim, mas a grande maioria das marcas opta pelo Quick Charge da Qualcomm. Tendo em conta os dados agora vindos a público, o Xiaomi Mi 8 poderá suportar a mais recente versão deste sistema de carregamento.




Se forem agora ao site da Qualcomm, o Mi 8 já não faz parte da lista de equipamentos que suporta esta tecnologia, pelo que alguém poderá ter detectado a fuga de informação e removido a informaç
ao; ou, por outro lado, tratar-se apenas de um trabalho de Photoshop. Mas saberemos a resposta já no dia 31 deste mês - incluindo a parte da traseira translúcida.

Curiosamente, apesar de frequentemente utilizar a plataforma Qualcomm Snapdragon, a Xiaomi raramente disponibiliza o QuickCharge nos seus smartphones. Não são conhecidas razões oficiais para sustentar esta decisão, há contudo quem avance com questões de patentes e respectivos custos, para explicar a decisão da Xiaomi.


No caso da Huawei, como tivemos oportunidade de testar, o SuperCharge é uma boa opção para o carregamento dos smartphones com processador HiSilicon Kirin, tendo este sistema de carregamento batido aos pontos o DashCharge da OnePlus. É certo que este último é capaz de permitir um carregamento rápido, mas acaba por não conseguir superar a concorrência. A OnePlus bem poderia dedicar o seu tempo de investigação a outros assuntos e utilizar o QuickCharge da Qualcomm, tirando partido do facto de utilizar o Snapdragon 845 no seu OnePlus 6. Infelizmente e como tem sido habitual, a decisão acabou por recair na manutenção do DashCharge,

A Xiaomi também tem vindo a trabalhar no desenvolvimento do Surge, podendo mesmo apresentar em breve a segunda versão deste processador. Enquanto este CPU não chega a um nível de desempenho capaz de se bater coma  concorrência, a marca chinesa vai utilizando dois fabricantes de processadores, para equipar os seus smartphones: MediaTek e Qualcomm.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]