2018/11/20

Apple promove iPad Pro como substituto do "computador"


Com a mais recente geração do iPad Pro a Apple assume, de forma mais frontal que nunca, o seu objectivo de o tornar no sucessor dos "computadores" tradicionais.

Os novos iPad Pro são melhores que nunca (vamos deixar de lado a facilidade com que podem dobrar) e isso tem feito surgir ainda mais conversas quanto a se poder ter chegado ao ponto em que o iPad se torna numa alternativa viável face a um computador convencional. A Apple diz que sim, tendo acabado de lançar um novo vídeo promocional a referir isso mesmo:


No entanto, esta é uma situação que está longe de atingir um consenso. Um pouco ao estilo do que acontece com os Chromebooks, há muitas situações para as quais um iPad já pode ser uma opção viável que dispensa a necessidade de um outro computador; mas há ainda muitas outras para as quais isso ainda não acontece. E a parte que tem frustrado muitos fãs da Apple é o facto de que isso acontece não por incapacidade do hardware do iPad enquanto máquina, mas sim por limitações do iOS que a Apple ainda não rectificou.


Olhando-se para trás, é notória a disparidade entre a evolução do iOS para o iPhone e o iOS para o iPad, algo que os rumores referem que poderá ser parcialmente tratado com a chegada do próximo iOS 13, que trará funcionalidades mais em linha com o que se espera de um iPad que seja realmente alternativa a um "computador".

... Não é nada a que não se esteja habituado, tem sido cada vez mais frequente nos produtos da Apple que só no "ano seguinte" é que o hardware lançado anteriormente atinja as suas potencialidades. E quem comprar um iPad Pro este ano deverá estar consciente disso mesmo. Agora a pergunta que se coloca é: onde é que isto deixará os MacBooks daqui por 3 ou 4 anos - já que esta evolução do iPad e iOS nesse sentido faz com que se venham a tornar nos tais "MacBooks com CPU ARM".

1 comentário:

  1. E eu dou uma pelo qual não pode:

    Não existe o "finder". Enquanto não existir um local onde possamos organizar directórios e ficheiros à nossa maneira, por muito que queiramos, vai continuar a ser um iPad.

    ResponderEliminar

[pub]