2019/01/30

Nintendo encerra Wii Store


Mesmo tendo dando amplo tempo de aviso, chega hoje a data fatídica do encerramento da Wii Store da Nintendo, complicando a vida a todos os que ainda utilizarem activamente a sua Wii e quisessem manter o acesso aos jogos comprados "na cloud".

O mundo dos videojogos tem - infelizmente - sido um dos mais afectados pela rápida evolução dos sistemas digitais, mostrando o triste cenário das consequências da aposta em DRMs abusivos e dependência de serviços na cloud ou servidores para activação dos jogos. Para os estúdios, pode parecer muito vantajoso implementar sistemas que necessitem comunicar com os seus servidores para validar que é um jogo legítimo... mas avance-se cinco ou dez anos, e todos os jogadores que compraram aquele jogo podem agora deparar-se com um pisa-papéis, que tenta comunicar com servidores ou serviços inexistentes, impedindo que o jogador tenha acesso àquilo que comprou... a não ser que recorra a um crack ou versão pirata (no passado já se chegou a pontos caricatos, de serem os próprios estúdios a recomendarem a utilização de cracks para que alguns dos seus jogos antigos continuassem a poder ser jogados!)

É agora o que se passa com o encerramento da Wii Store. Por agora, a Nintendo diz que os jogadores continuarão a poder fazer o download de jogos que já tivessem comprado no passado, e mantê-los na memória da Wii ou cartões de memória; mas também vai avisando desde já que isso é algo que no futuro irá ser desactivado. Nessa altura, os utilizadores só terão acesso aos jogos que já tiverem descarregado... e se algum dia um cartão de memória se avariar... ficar sem eles.

Infelizmente, é este o panorama geral que temos hoje em dia, e o mesmo aplica-se também às plataformas móveis como o iOS e Android. Em ambas as plataformas, é bastante provável que apps compradas há 5 ou 6 anos estejam agora inacessíveis (no iOS, a transição para os 64 bits impediu o acesso a todas as apps de 32-bits, que nem sequer podem ser instaladas). E embora se esteja ainda na primeira década de existência destas plataformas... quem poderá imaginar o que acontecerá daqui por mais 10 ou 20 anos? Uma coisa é certa: provavelmente não iremos ter acesso a nenhuma das apps que optarmos por comprar neste momento.

1 comentário:

  1. Que notícia triste.

    E volto a repetir: Esta sociedade dita "avançada" / toda tecnológica / muito modernaça / digital, está, definitivamente, assente em pés de barro.

    Arrisco-me a dizer que, no espaço de duas gerações, o conceito que hoje temos de serviços digitais e/ou de suportes de informação, não serão os mesmos da atualidade, nem a consistência do armazenamento de dados que transmita conhecimentos e experiências do passado para o futuro poderá ser considerado fiável.

    ResponderEliminar

[pub]