2019/02/24

YouTube vai penalizar criadores por comentários deixados nos seus vídeos


O YouTube volta a estar no centro de uma nova polémica envolvendo comentários pedófilos, e volta a optar por uma táctica bastante duvidosa para lidar com o assunto: em vez de assumir o problema, atira a responsabilidade para quem não a deveria ter - os criadores dos vídeos.

Parece haver um movimento concertado de circuitos de pedofilia, que estão a utilizar comentários codificados para marcar vídeos com crianças que, por muito normais que possam parecer para quem os vir de forma "inocente", possam ser também enquadrados sob um qualquer contexto sexual. Podem ser coisas tão simples quanto crianças em roupa interior ou fatos de banho, ou onde por instantes se possam ver alguma parte dos seus genitais ou seios, muitas vezes prontamente identificados com o momento exacto por esses comentários.

Ora, seria de imaginar que o YouTube perseguisse que fizesse esses comentários... mas, demonstrando que a tarefa de querer policiar e censurar conteúdos é praticamente impossível (e um trabalho sem fim), o YouTube volta a recorrer à táctica mais simples: dizer aos YouTubers que o problema é deles, e que são eles que se arriscam a ficar sem rendimento caso surjam comentários desse tipo nos seus vídeos.



De notar que isto chega pouco depois da Google também pouco ou nada fazer para proteger YouTubers de queixas falsas por parte de chantagistas que usam essas queixas como forma de pressionar YouTubers (uma simples queixa pode fazer com que um canal fique suspenso durante uma semana, com consequências bastante complicadas). Agora, o YouTube sobe a parada ao dizer que os YouTubers também poderão ser penalizados caso eventuais pedófilos deixem comentários nos seus vídeos, comentários que poderão estar de tal forma codificados que nem sequer se tornarão perceptíveis para as "pessoas comuns".

Estará o YouTube a querer fazer que muitos YouTubers simplesmente deixem de permitir comentários nos seus canais, penalizando legiões de fãs legítimos por causa de um pequeno subgrupo? Para além de penalizar os próprios criadores pelo que desconhecidos comentarem no seu canal? Bem... já quase se pode considerar como um pequeno aperitivo do tipo de coisa que passará a acontecer de forma exponencial se a reforma dos direitos de autor na Europa avançar nos moldes actuais; e onde também se poderão penalizar os sites pelos conteúdos enviados pelos utilizadores. Já estou a imaginar redes de extorsionistas a esfregar as mãos, ameaçando com o envio de conteúdos pedófilos para determinado site.

5 comentários:

  1. O Youtube é outra rede social que está a ir pelo ralo abaixo. Esqueces-te de mencionar o sistema de recomendação de vídeos deles que é absolutamente tenebroso.

    ResponderEliminar
  2. Muito sinceramente não percebi.
    Garantidamente não ponho no YouTube vídeos de "coisas tão simples quanto crianças em roupa interior ou fatos de banho, ou onde por instantes se possam ver alguma parte dos seus genitais ou seios"

    Mas se pusesse não era eu o responsável por eliminar os comentários de pedófilos que lá aparecessem?
    Era o YouTube que tinha que tratar disso, visto que sabia o "momento exato desses comentários"?
    E o que é que a diretiva dos direitos de autor, que apenas trata de dinheiro, tem a ver com isso?
    Ou a relação de uma coisa com a outra é mesmo o dinheiro? Tadinhos dos youtubers que estão a ver a vida a andar para trás - nem com os comentários de pedófilos se querem preocupar?

    ResponderEliminar
  3. Youtube realmente é uma comédia.
    Estão a abrir a porta a outras plataformas.
    Por outro lado quem é que vai fazer competição a um serviço extraordinariamente dispendioso de manter? De tal forma que nem sei se o Youtube dá lucro real à Google ou não... há algum tempo acho que diziam abertamente que dava imenso prejuízo, e não sei se entretanto conseguiram dar a volta à questão com a inserção dos anúncios nos vídeos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De alguma forma o youtube acabara por ser gerido em parte pelos seus criadores por isso mesmo, é uma plataforma online gigantesca e sempre em numero crescente.

      Eliminar
  4. Que maneira triste de lidar com a situação.

    ResponderEliminar

[pub]