2019/07/26

Documentário The Great Hack explica caso Cambridge Analytica


As repercussões do caso Cambridge Analytica vão alongar-se por décadas, mas por agora temos um excelente documentário na Netlix que pode ajudar a explicar o que se passou e porque motivo se trata de um assunto tão preocupante, que está longe de estar "resolvido".

O The Great Hack (que em português foi traduzido para "Nada é privado: O escândalo Cambridge Analytica"), já disponível na Netflix, foca-se no caso Cambridge Analytica que tanto deu que falar, e mostra um caso prático - e assustador - do valor dos nossos dados. Aquilo que para uns poderá ser visto como partilhas inocentes nas redes sociais ou likes inócuos deixados um pouco por toda a internet, para outros são preciosos pedaços de informação que na prática revelam como cada pessoa é... E o problema, neste caso, é que conhecendo-se a pessoa, sabe-se também aplicar as melhores técnicas para a manipular.

A Cambridge Analytica já tinha feito testes em eleições de vários países, mas saltou para a praça pública depois de se ter envolvido nas votações do Brexit e na eleição de Donald Trump como presidente dos EUA. Munida dos dados obtidos através do Facebook, gabava-se de saber tudo sobre todos os eleitores dos EUA... e o resultado prático foi aquele que todos conhecemos.


Embora pudesse ter menos meia-hora (que não se perdia nada e facilitaria manter a atenção) o The Great Hack serve como uma chamada de atenção para o valor dos nossos dados, e o elevado potencial para a sua utilização de forma perversa. Mais importante ainda, relembra-nos que lá por a Cambridge Analytica se ter escapado, dentro do possível, usando a falência como desculpa; a mesma coisa estará a ser feita neste preciso instante por dezenas ou centenas de outras empresas e entidades.



Há muitas coisas que se espera que venham a acontecer na sequência deste caso, como a eventual criação dos direitos fundamentais digitais, que nos permitam reaver algum controlo sobre a forma como são recolhidos e utilizados os nossos dados (do qual o RGPD/GDPR será um pequeno primeiro passo); mas acima de tudo o que é necessário é uma forte aposta na educação. Importa explicar e demonstrar os riscos potenciados por este tipo de manobras; relembrar a todos que a manipulação não é feita apenas à custa de fake news mas também com notícias verdadeiras; e recomendar que se mantenha uma dose saudável de cepticismo para tentar identificar quando se poderá estar a ser exposto a tentativas de manipulação (o que não é nada fácil, já que levado ao extremo, tudo pode funcionar como "manipulação").

Metam na lista para verem este documentário assim que puderem, que seguramente não se irão arrepender.

1 comentário:

  1. Fiquei com a impressão de que foi feito à pressa e que "abusa" do "arrependimento"... Mas passa a mensagem de que temos que mudar comportamentos nas redes e que temos direito a ser anónimos ou esquecidos.

    ResponderEliminar

[pub]