2020/02/17

Vidro do Galaxy Z Flip risca com facilidade


Depois do fiasco do lançamento do Galaxy Fold, a Samsung volta a não se livrar de polémicas com o novo Galaxy Z Fold, que supostamente viria com um vidro ultra fino que evitarias as preocupações com os riscos.

Para além do preço, um dos maiores problemas dos smartphones com ecrãs flexíveis lançados para o mercado é que, sendo de plástico, se riscam com facilidade. Para o Galaxy Z Flip a Samsung fez questão de referir que utilizaria um vidro ultra-fino flexível - só que, os primeiros testes revelam que este suposto vidro acaba por riscar com a mesma facilidade que os ecrãs de plástico!

A Samsung já tentou explicar que o vidro vem com uma camada (plástica) adicional de protecção do vidro; mas mesmo que isto se venha a confirmar, não se percebe muito bem qual será a lógica de destacar a utilização de vidro (com a sua esperada resistência aos riscos), se depois se lhe aplicam uma película plástica que continuará a ficar riscada após poucos dias de uso.

Adicionalmente, a ideia de que usa vidro é também posta em causa pela facilidade com que o ecrã pode ser furado, danificando-se a coluna de pixeis do ponto em que se fizer pressão... Um assunto que a Samsung melhor fará em esclarecer devidamente quanto antes, para que não seja acusada de publicidade enganadora (faz recordar aqueles smartphones anunciados como sendo resistentes à água, mas que não se deviam utilizar na água...)



Actualização: Há um teardown que parece confirmar a presença de uma película ultra-fina de vidro, com a tal película de plástico de protecção. Ainda assim, a existência da mesma acaba por negar a vantagem "anti-riscos" que se esperaria da utilização do vidro.


Actualização 2: Especialistas explicam porque, mesmo tratando-se de vidro, é necessária uma película de protecção de plástico.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]