2020/04/02

UE vai analisar dados de localização de um dos grandes operadores em Portugal

O recurso aos dados de localização dos operadores de telecomunicações têm sido usado por todo o mundo para analisar o comportamento dos cidadãos em período de quarentena / isolamento social do coronavirus, e Portugal não vai ser excepção.

A Comissão Europeia vai escolher um dos três grandes operadores portugueses para analisar a sua mobilidade durante a pandemia do Covid-19. O objectivo é trabalhar com um operador que permita recolher uma amostra representativa da população (um operador por cada país da UE), sendo que, ao seleccionar apenas um, também evita que tenha acesso a todos os dados de todos os cidadãos.

Este último ponto poderá revelar-se problemático, já que irá garantidamente impedir que seja feito o tipo de rastreio que tem sido feito noutros países. Por exemplo, se o operador seleccionado for o MEO, e se tiver um vector de contágio que tivesse sido feito por uma pessoa que usa Vodafone, isso irá escapar à análise. Por outro lado, uma vez que ainda nem sequer está definido o que irá ser feito especificamente com estes dados - apenas que se pretende "analisar os padrões de mobilidade e impacto das medidas de confinamento" - dá ideia de que será algo mais do estilo de "brincar com os dados" do que fazer uma análise total (de que servirá ter dados de que um telemóvel de um operador não saiu de casa, se hipoteticamente tiver recebido a visita de dezenas de amigos com telemóveis de outro operador?).

A CE assegura também que se tratam de dados anónimos (bem sabemos o pouco que isso vale quando se trata de dados de localização), e que serão eliminados assim que o estado de pandemia for dado por encerrado. Mesmo que sejam, é preciso não esquecer que esses dados continuarão a ser recolhidos pelas operadoras, e vendidos a serviços terceiros, permitindo depois fazer aquele tipo de coisas que se pensa ser apenas possível nos filmes.

2 comentários:

  1. Carlos, estás a fazer aí alguma confusão. Vão ser analisados milhões de dispositivos. Será mais de um terço da população.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, localizações de todos os clientes de *um* dos operadores.

      Eliminar

[pub]