2020/04/02

Vodafone Portugal diz não ser possível mudar identificador para "ficar em casa"


O período de distanciamento social para combater o contágio do coronavirus fez com que a Vodafone e outros operadores adicionassem ao seu identificador de rede a recomendação para ficar em casa, mas estranhamente, em Portugal, a Vodafone diz que tal não é "tecnicamente possível".

Colocar a mensagem no identificador de rede é uma forma não intrusiva de fazer chegar a mensagem a todos os clientes de uma operadora. No entanto, e inexplicavelmente, essa tarefa que foi feita noutros países pela Vodafone, em Portugal parece assumir contornos mais complicados. Em resposta à sugestão de que por cá também seguisse o exemplo, a Vodafone Portugal diz que tal alteração não é possível.



É uma explicação que obviamente não é muito esclarecedora, especialmente quando se tem em conta que esse tecnicamente impossível foi feito pela própria Vodafone noutros países. Tendo como consequência nova sugestão de como essa "impossibilidade técnica" poderia afinal ser possível.



Mais valia ter simplesmente dito: após deliberação interna a Vodafone Portugal decidiu não proceder à actualização do seu identificador; ou qualquer outra coisa. Tudo seria melhor do que usarem a desculpa do "tecnicamente impossível".

11 comentários:

  1. Se calhar for tecnicamente impossível para quem tentou implementar a solução

    ResponderEliminar
  2. Tecnicamente é possível alterar o SPN (Service Provider Name), ou o fazem via Network Identity and TimeZone (NITZ) ou remotamente via OTA.

    Da mesma forma que a Vodafone actualiza remotamente via OTA os PLMNs num cartão SIM, também o conseguirá fazer para o SPN (Service Provider Name).

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Basta um simples: se não ligam a centenas de mensagens na TV, rádios, jornais, internet, porque haveriam de ligar a uma simples mensagem que nem sequer se vê nos smartphones actuais?
    Dizer que é tecnicamente impossível quando os mais entendidos podem provar o contrário facilmente é uma opção um pouco idiota.
    Por falar em idiotice, porque estamos a perder tempo com isto? quem quer cumprir, cumpre, o que não faltam são avisos em todos os meios de comunicação social quem não quer, não será uma alteração insignificante destas que vai mudar a mentalidade desses.

    ResponderEliminar
  6. Pois é... Mas para bloquearem os IPTV nos (longínquos...) dias de futebol, já puderam arranjar tecnologia!
    (Bem... esqueceram-se das benditas VPN...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trabalho internamente com a Vodafone. Isso é o que eles querem, estão a bloquear o iptv à bruta e só deixam passar o iptv da box deles. Dizem que tudo é tecnicamente impossível mas não querem dar autorizações, tal como Bridge entre outros aspetos. A nível de gestão de tráfego são piores que a meo, fora cortarem velocidade quando o utilizador não precisa, o sistema baixa para 500mb automaticamente e quando nota 400 a subir o perfil 1gb é ativo, para resumir, a velocidade também é "capada".

      Eliminar
  7. Mas qual o interesse de mudar no nome da rede para ter uma mensagem? Ah espera, também vou mudar o meu nome, acrescentando "stay safe" no final, para que quando disser o meu nome estar a influenciar os outros a terem uma atitude responsável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não terás visto aquela situação, de uma repórter a falar com um idoso que passeava na rua normalmente, a perguntar se ele não sabia que devia ficar em casa - ao que ele respondeu algo do tipo: "mas para isso era preciso ver televisão ou ler jornais, não?" :)

      Eliminar
    2. Se não via televisão nem jornais também dificilmente ia notar isto no telemóvel... Penso eu de que... Concordo com o Miguel, isto não tem interesse nenhum

      Eliminar

[pub]