2020/08/27

Facebook queixa-se das medidas anti-tracking do iOS 14


Com a aproximação do lançamento do iOS 14, o Facebook vem queixar-se que as novas medidas de protecção da privacidade que podem impedir o tracking feito pelas apps poderão afectar negativamente os seus serviços.

Com o iOS 14 a Apple adicionou aos iPhones e iPads uma nova opção que permite restringir o tracking feito pelas apps, e que está a preocupar bastante o Facebook (e outras empresas que dependam do tracking dos utilizadores).

Em causa está o serviço que permite às apps aceder a um identificador do utilizador, que pode ser usado para saber que apps usam e o que fazem entre diferentes apps, que funciona um pouco como uma espécie do tracking cookies da web, mas em versão para as apps. Mas, com o iOS 14 a permitir que os utilizadores bloqueiem o acesso a este identificador... esses dados passam a estar inacessíveis.



O que isto vem demonstrar é que o panorama global e normalizado de tracking dos utilizadores está profundamente desequilibrado, no sentido em que dá todos os benefícios e vantagens a quem recolhe e armazena estes dados, sem dar qualquer contrapartida aos utilizadores - que por isso mesmo não terão qualquer interesse ou incentivo para que cedam estes dados se o puderem evitar.

Veremos de que forma estes interessados, como o Facebook, irão tentar convencer os utilizadores a cederem parte da sua privacidade; e de preferência que não seja com o habitual "é para vos apresentarmos publicidade mais interessante".

Actualização: a Apple vai adiar a opção de anti-tracking para 2021.

3 comentários:

  1. Isto tem várias caras:

    - Parece altamente mas não podemos esquecer que a Apple faz isto aos outros mas abre excepção para si mesma.

    - Ficamos todos contentes em ver o facebook a levar tareia, mas depois todos os dias batemos com as costas no Messenger, Instagram e Whatsapp.

    ResponderEliminar
  2. Irá a Google tomar a mesma decisão para o seu Android?

    ResponderEliminar
  3. Como está a coisa agora em termos de seguimento pelas apps (há também seguimento pelos sites):
    Definições > Privacidade > Limitar seguimento - se estiver on nenhuma app (e os sites) podem fazer seguimento. Se tiver off todos podem. O seguimento é pelo tal número aleatório (identificador para anunciantes) associado ao iPhone, como no Android.

    Como vai ser no iOS 14, com as duas imagens do post:
    2ª imagem - dá-se, ou não, permissão para cada app pedir permissão de seguimento. Se for não, nenhuma app pode pedir permissão
    1ª imagem - se se tiver dado permissão, cada app que queira fazer o seguimento, lança o pop-up para a pedir segunda autorização.

    Relativamente apps parece que a diferença é: em vez de se dar permissão a todas ou nenhumas, passa-se a poder dar a umas e não a outras.

    O que o Facebook diz é que isto vai dar uma tal trapalhada e assustar os utilizadores de tal maneira que o identificador para anunciantes se torna inútil. É provável que tenha razão.

    ResponderEliminar

[pub]