2021/02/28

Clubhouse recolhe números de telefone e nem permite eliminá-los

As práticas da recolha de dados do Clubhouse estão a ser postas em causa, com o uso abusivo dos números de telefone.

A app Clubhouse de salas de áudio tem sido a app "do momento", mas à medida que se vai tornando mais popular aumentam também as queixas sobre a forma abusiva que usa para recolher dados dos utilizadores, especialmente o seu número de telefone. A app por agora permanece uma app apenas disponível por convite de quem já a tem, e apenas para iOS. Para quem recebe um convite, a primeira coisa com que é confrontado assim que instala a app é o pedido para a deixar aceder à lista de contactos no seu iPhone - e logo com o "castigo" de que, se não o fizer, não terá convites para passar aos amigos.

Claro que quem recusar fazê-lo não fica a salvo de ter o seu número de telefone recolhido, pois é necessário validar a conta com um SMS enviado para o telemóvel e; mesmo quem não tiver qualquer interesse em usar a app, quase garantidamente já terá o seu número na base de dados deles, por intermédio de um qualquer amigo ou conhecido que tenha instalado a app e tenha dado permissão para aceder à sua lista de contactos - algo que faz relembrar as polémicas em torno das apps de identificação de números de telefone, que acumulavam essa informação recolhida dos utilizadores.

Confirmando o desejo de recolha de dados, temos também a situação caricata da app nem sequer permitir a eliminação da conta do utilizador, algo que tem que ser feito através do envio de um email para "support@alphaexplorationco.com", fazendo antever que é algo tratado manulamente por alguém, algo impensável para um serviço desta dimensão. E adicionalmente, apesar de não ser disponibilizado nenhuma forma de dizer que não se quer ser bombardeado com convites via SMS, se isso existisse significaria que essas pessoas continuariam a ter que ceder o seu número de telefone, para dizer que não queriam ser chateadas - e sabe-se lá onde essa informação poderia ir parar, quer de forma oficial quer no caso de alguém aceder indevidamente às bases de dados do serviço.

Enfim, não será propriamente um serviço que inspire grande confiança a nível da privacidade dos utilizadores.


Actualização: Parece que ouviu as críticas e vai deixar de pedir acesso aos contactos.

2 comentários:

  1. Uma queixa à Comissão Europeia por violação de RGPD seria o mínimo que qualquer cidadão europeu deveria fazer.

    ResponderEliminar
  2. Eu por acaso tenho usado, és obrigado dar o teu numero de telefone para entrar na rede social.

    ResponderEliminar

[pub]