2021/04/27

Tesla contraria relatos de acidente e diz que havia alguém no lugar do condutor

A Tesla volta a demonstrar ter falta de paciência, contrariando os relatos do recente acidente em que foi dito que não havia ninguém no lugar do condutor, dizendo que acredita que havia alguém nesse lugar no momento do acidente.

Este acidente deu-se na sequência de um caso em que há testemunhas que revelaram que o dono de um Tesla Model S tinha ido dar uma volta com o amigo para lhe mostrar o Autopilot em funcionamento, e que fatidicamente resultou num choque violento que resultou num incêndio e na morte dos dois ocupantes. Os investigadores depararam-se com um cenário estranho, sem que houvesse qualquer pessoa no lugar do condutor: apenas uma pessoa no lugar do passageiro, e outra no banco de trás - fazendo suspeitar que, durante a "demonstração", o condutor tivesse saído do seu lugar.

Em resposta a isto, o próprio Elon Musk apressou-se a garantir que o Autopilot não estava activo no momento da colisão (sem esclarecer se teria estado activo momentos antes, com a sua desactivação a ter ocorrido pouco antes do acidente), que o carro não tinha sequer a opção FSD, e que o modo Autopilot nem sequer poderia ter sido activado porque estava numa estrada sem linhas laterais. Mas, não demorou para que surgissem pessoas a demonstrar que o Autopilot podia ser activado em estradas sem linhas laterais, e até sem que o condutor estivesse no banco; com a Consumer Reports a dizer que o sistema era fácil de enganar.

Agora, um outro executivo da Tesla vem reforçar a posição da Tesla, dizendo que acreditam que havia alguém no lugar do condutor, em contradição total com os relatos conhecidos do acidente até ao momento; e justificando isso com o facto do volante estar deformado.

Este seria um caso em que a Tesla melhor faria em estar calada até que tivessem acesso a todas as informações e às investigações do acidente, pois parece-me que um volante deformado consiga ter mais credibilidade do que ter dois corpos em locais bem distintos do veículo. Neste momento, a Tesla só tem a perder em avançar com este tipo de declarações, prejudicando a sua credibilidade caso as conclusões do acidente venham a comprovar, que não havia mesmo ninguém no lugar do condutor, e que a deformação poderia ter sido causada pelo choque ou pelo incêndio que consumiu o veículo.


Actualização: a investigação veio comprovar a versão da Tesla, de que havia alguém no lugar do condutor e não tinha sequer modo FSD.

3 comentários:

  1. Eu começo a desconfiar que a Tesla anda a esconder algo...
    Qualquer dia vai existir um Teslagate.

    ResponderEliminar
  2. Eu, e cada vez mais gente, começa a achar que na tesla muito se faz em cima do joelho, improviso em abundância, pouca paciência para lidar com detalhes que são chatos mas muito fundamentais e muita imperfeição no trabalho que se produz. I'd steer clear of them, better safe than sorry.

    ResponderEliminar
  3. Quando "os meninos da moda" se aperceberem que comprar um Tesla é dos maiores erros da sua vida, esperemos que não seja à custa da sua própria vida ou de outros.

    ResponderEliminar

[pub]