2021/08/05

Apple prepara ferramenta para detecção de fotos abusivas nos iPhones

A Apple está a criar uma ferramenta para detecção de fotos de abuso sexual de crianças nos iPhones, que os especialistas alertam ser um prenúncio para contornar a encriptação end-to-end e acabar com a garantia de privacidade.

A Apple tem sido uma das grandes defensoras da privacidade dos seus utilizadores, adoptando encriptação que garante que nem ela pode aceder aos dados dos utilizadores... até agora. Mais uma vez é usada a justificação difícil de combater da procura de fotos de abusos de crianças, que por agora começarão a ser aplicados às fotos que os utilizadores enviam para o serviço iCloud, mas que posteriormente deverá ser aplicada também às fotos mantidas apenas nos iPhones e iPads dos utilizadores. No caso de serem detectadas fotos, o utilizador será sinalizado, as suas fotos desencriptadas e a Apple encaminhará o caso para as autoridades.

Como sempre, o grande problema não é o uso desta tecnologia para detectar e perseguir abusadores de crianças - algo que todos aceitarão sem problemas - mas sim o potencial para abuso que esta mesma ferramenta permite. Ao contornar encriptações e poder avaliar todas as fotos, o que impede que seja usada para detectar qualquer outro tipo de fotos que um governo autoritário considere serem também indesejadas?


Aliás, temos tido precisamente um caso idêntico, com o spyware do NSO Group, que é comercializado como sendo destinado a perseguir terroristas e criminosos, mas que se tem descoberto que está a ser usado para espiar jornalistas, activistas, políticos, e outros indivíduos "de interesse" para o qual não há qualquer justificação legal para que estejam a ser espiados.

Para muitos utilizadores não haverá qualquer diferença. As fotos que enviam para a cloud ou redes sociais já são analisadas por este tipo de sistemas para detectar conteúdos abusivos ou ilegais; a grande questão é se a Apple irá dar o passo para que isso seja feito nos iPhones e iPads para as fotos que não são enviadas para lado nenhum. Por este andar, qualquer dia até começarão a denunciar como suspeitos os utilizadores que não aceitarem enviar as suas fotos para a cloud, usando a célebre pseudo-justificação "se não tens nada a esconder..."


Actualização: a Apple já confirmou.

1 comentário:

  1. Olhando que sou português e vivo cá o meu pensamento é, acho muito bem se é para apanhar criminosos porque quem não deve não teme. Mas depois relembro-me de casos como o da atleta bielorrussa Krystsina Tsimanouskaya e percebe-se perfeitamente como isto pode ser um problema grave porque em muitos países não é preciso dever nada para se ter que temer muito.

    ResponderEliminar

[pub]