2021/08/01

Scarlett Johansson processa Disney pela estreia do Black Widow em streaming

Apesar de ter marcado um sucesso no streaming, Scarlett Johansson quer processar a Disney por não ter estreado o Black Widow exclusivamente nas salas de cinema.

Com muitas salas de cinema ainda fechadas pelo mundo, a Disney voltou a fazer um "2-em-1", estreando o Black Widow nos cinemas mas também no seu serviço Disney+, através do sistema Premier Access, em que os interessados podem desbloquear o filme mediante um pagamento adicional (com o filme a ficar disponível gratuitamente para os subscritores a partir de 6 de Outubro). Só que Scarlett Johansson diz que a Disney violou o seu contrato ao estrear o filme também em streaming, quando supostamente deveria tê-lo feito apenas nas salas de cinema.

Se o caso não for resolvido fora dos tribunais, tudo se irá resumir à interpretação da "estreia nos cinemas", para se saber se isso significa que tenha que ser uma estreia exclusiva, ou se será suficiente que estreie nas salas de cinema, apesar de também ficar disponível via streaming.

Quem, obviamente, não tem dúvidas é a Disney, que diz que não violou qualquer cláusula, aproveitando para dizer que os lucros da estreia no streaming já lhe permitiram receber compensação "substancial" adicional, face ao que recebeu com a estreia nas salas de cinema. Agora só falta ver até que ponto este incidente poderá por em causa futuros projectos da Scarlett Johansson na Disney, não só a nível dos filmes Marvel, mas de todos os outros que pudessem vir a surgir.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]