2021/09/18

Site da Gearbest fica offline

O fim da era "Gearbest" chegou, com o seu site a ficar offline, culminando os problemas que se vinham a fazer sentir há meses.

Em Junho, depois de meses de mau funcionamento e reclamações, descobriu-se o motivo: a empresa que detinha a Gearbest tinha entrado em processo de insolvência, desde logo fazendo antever um desfecho pouco feliz - que agora se concretizou com o site a ficar offline.

A Gearbest surgiu no meio de um mar de lojas chinesas de gadgets, mas aos poucos conseguiu conquistar cada vez mais clientela, acabando por superar outras lojas populares como a Deal eXtreme (DX) - e com o seu método de envio "EU Priority Direct" a fazer grande sucesso entre os portugueses, pois permitia fazer as compras de gadgets com o envio feito através da Europa, evitando a grande incógnita de todo o processo aduaneiro (que infelizmente ainda continua a ser tão mau como era na altura). Durante vários anos liderou sem problemas este sector, mas a certa altura as coisas começaram a mudar. Os envios que costumavam ser feitos na hora começaram a demorar semanas ou meses, com número crescente de reclamações, até depois se descobrir que estava em falência. Mas por essa altura já outras lojas tinham conquistado o seu espaço, como o Aliexpress e a Banggood.

É pena ver o fim de um "império". Permanecerão os muitos gadgets que por lá compramos, e que agora nos chegam de outras lojas, e as boas memórias dos tempos em que ainda funcionava como era suposto funcionar. Esperemos que este tipo de desfecho não seja contagioso e se alastre a outras lojas do género.

5 comentários:

  1. Claro Esquema de Ponzi. Só quem acredita em lucro fácil, e almoços grátis é que não viu isso. Herbalife e Avon são iguais...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que comparação tão fora. A gearbest tera sofrido de má gestão ja que existe a varios anos.
      Em relação as outras empresas concordo contigo.

      Eliminar
  2. Há quem diga, que o crescimento da GB era do estilo , "esquema de Ponzi"...

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Já faliu....
    Dizem.... Lá fora

    ResponderEliminar

[pub]