2021/11/17

Análise aos auriculares TCL Moveaudio S600


A TCL também entrou no segmento dos earphones com cancelamento de ruído, e vamos ver que tal os TCL Moveaudio S600 se comportam.

Depois dos smartphones, a TCL passou a disponibilizar no nosso mercado uma nova categoria de produto, com os auriculares bluetooth a fazerem companhia aos equipamentos mobile da marca. Com os TCL Moveaudio S150, S200 e S600, com preços dos 40 aos 150 euros, a marca chinesa procura disponibilizar uma oferta abrangente, desde a gama de entrada, ao segmento com cancelamento de ruído activo, da qual fazem parte os Moveaudio S600 que temos em análise.

Unboxing



Na traseira da caixa de cartão, algumas informações técnicas relativas aos aspectos mais relevantes.


Em primeiro plano, um invólucro com a documentação de referência.


Num segundo plano, os auriculares e acessórios.


Documentação de referência, borrachas de substituição, cabo para carregamento e a caixa de transporte.


A destacar, um pack com quatro tamanhos, um deles igual ao que vem instalado nos auriculares.


TCL Moveaudio S600


 A caixa, de formato arredondado, apresenta um led de estado na frente.


 Na traseira, uma pequena placa com o logótipo da marca.


Na zona inferior, a porta USB-C para carregamento.


À direita, um botão para a activar o emparelhamento via bluetooth.


A tampa pode ser facilmente aberta com uma mão. No interior da caixa, os dois auriculares apresentam uma boa extensão fora do bloco, o que facilita a sua remoção. A colocação na caixa já não é tão simples, isto porque obriga a rodar o auricular ao retirar o mesmo na orelha, com os dedos a terem que fazer alguma ginástica. Esta acaba por ser uma situação comum, com vários fabricantes a optarem por este posicionamento, isto quando bastaria rodar os auriculares 180º, virando as borrachas para o centro.


Os auriculares medem 38,5x24,5x22,5mm, sendo ligeiramente maiores que aquilo que actualmente começa a ser norma neste segmento de produto. O cone apresenta um formato quase que elíptico, ficando posicionado num angulo que permite a correcta inserção da borracha na cavidade auricular, sem com isto causar desconforto, mesmo durante longos períodos de utilização.


Cada auricular tem três microfones, dois nas hastes (em cima e em baixo) e outro no cone. Há ainda um quarto furo, mais junto à borracha, para a detecção da posição dos auriculares, para permitir a paragem ou início automático da reprodução de conteúdos.


O processo de emparelhamento é activado através da pressão do botão lateral, com o led de notificação na caixa a passar para branco intermitente. No caso de um smartphone a correr Android 12, este processo surge simplificado, com o telefone a dar conta da possibilidade de emparelhamento dos auriculares.


Para auxiliar a utilização dos auriculares, a TCL sugere a utilização da aplicação TCL Connect, disponível para Android e iOS. No ecrã principal é apresentada uma lista dos equipamentos emparelhados com o smartphone/tablet, bastando seleccionar uma das entradas para aceder à sua configuração.


Na zona superior do ecrã, a identificação do produto. À direita, três pontos para acesso ao menu que permite actualizar o firmware, remover o produto da lista de equipamentos emparelhados e consultar informação de apoio.


Por baixo da designação, um conjunto de imagens apresenta a % de carga dos auriculares e da caixa de transporte. O seu carregamento pode demorar até duas horas, podendo ser efectuado num sistema com ou sem fios. Segundo a marca, 10 minutos na caixa, permitem até 60 minutos de autonomia dos auriculares. Uma carga completa dos auriculares possibilita até 6/8 horas (com/sem ANC activo), com a caixa a disponibilizar autonomia para mais 16 ou 24 horas nestes cenários, não havendo por isso preocupação para uma utilização diária.

Nos três blocos seguintes, é possível controlar o cancelamento de ruído activo (ligado, modo transparência ou desligado), configurar as funções de toque e a detecção de utilização. No que às funções diz respeito, a TCL optou por um formato pouco comum, com as funções do auricular esquerdo a poderem ser diferentes das do direito. Desta forma, com o toque simples, duplo, triplo ou prolongado, é possível ter acesso a uma multiplicidade de funções, controlando por exemplo o nível de som com um auricular e a reprodução de conteúdos (e ANC) no outro. A maior dificuldade será lembrarem-se do que faz cada auricular, mas nada como algum tempo de utilização, para resolver esta questão.

Em termos de som, estes Moveaudio S600 foram uma agradável surpresa. O suporte para codecs AAC e SBC não permite grandes voos, mas também não compromete, disponibilizando um som equilibrado, se bem que dando um pouco mais de destaque aos agudos, algo que fica bem patente no início de um mítico Smoke on the Water dos Deep Purple, onde a entrada da bateria e posteriormente do baixo, não têm o esperado impacto. É aqui que a ausência da função equalização se faz sentir mais, havendo que recorrer a uma app externa para este efeito.

O cancelamento de ruído, tal como a experiência sonora, estão dependentes da escolha das borrachas, pelo que se recomenda que testem os vários tamanhos. Com um bom ajuste à cavidade auricular, os Moveaudio S600 conseguem disponibilizar um cancelamento de ruído bastante efectivo, suprimindo a quase totalidade dos ruídos numa viagem de comboio, deixando apenas passar a voz de algumas pessoas que têm por hábito falar bastante alto. O ANC não tem grande influência na qualidade de som, cortando apenas de forma ligeira os tons mais agudos, pelo que a opção poderá passar por ter o mesmo sempre activo.

Uma nota ainda para o volume, que chega a níveis demasiado altos, sendo garantia que não vai faltar som e ainda para a estabilidade, com os phones a permanecerem nas orelhas durante a prática do exercício físico.

Apreciação final

Em termos globais, os auriculares TCL Moveaudio S600, compatíveis com equipamentos Android e iOS, foram uma agradável surpresa, apresentando um conjunto interessante de funcionalidades, aliado a um som equilibrado e um cancelamento de ruído bastante efectivo.

Por 150€, estes auriculares ficam numa posição de desvantagem face aos FreeBuds Pro da Huawei ou aos WF-1000XM3 da Sony, mas a 89€ ou mesmo 110€ como se encontram actualmente no mercado, os TCL Moveaudio S600 são merecedores de um "Escaldante", que naturalmente deverá recair para um "Quente", caso o preço regresse ao valor original.


 

TCL Moveaudio S600

Escaldante
Prós
  • Boa qualidade de som
  • Carregamento sem fios
Contras
  • Preço "original"
  • Interface da aplicação "anos 80"
TCL Moveaudio S600 Escaldante (5/5)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]