2021/11/21

Visualização mostra destroços da destruição de satélite russo

A Rússia fez um teste do seu míssil anti-satélites destruindo um dos seus satélites em órbita, criando uma perigosa nuvem de destroços.

Recentemente a Rússia surpreendeu o mundo ao efectuar a destruição de um satélite em órbita, e agora temos visualizações que nos mostram porque motivo toda a comunidade internacional criticou severamente esta decisão. A destruição do satélite russo gerou uma nuvem de destroços com centenas de milhares de estilhaços que coloca em risco tudo o que se atravessar no seu caminho.



Análises posteriores feitas a 300 dos maiores pedaços, que podem ser seguidos via radar, indicam que os bocados que foram projectados para órbitas mais baixas se desintegrarão na atmosfera nos próximos cinco anos, mas que os pedaços projectados para órbitas superiores irão permanecer por lá durante décadas.

Com o aumento do número de satélites, graças a constelações como a Starlink com milhares de satélites, o potencial para uma destruição em cadeia vai aumentando, e a tolerância para com qualquer tipo de teste de armamento no espaço deveria ser reduzida a zero.

1 comentário:

[pub]