2021/12/04

Tesla Cybertruck com 4 motores eléctricos

A versão tri-motor do Cybertruck vai passar a ter quatro motores e também quatro rodas direccionais, faltando ainda saber se terá sistema "volante by wire".

A Tesla está a ser forçada a fazer ajustes ao Cybertruck tendo em conta os modelos concorrentes que começam a chegar ao mercado, como a Rivian R1T. Ford F-150 Lightning e o novo Hummer EV. A poderosa versão topo de gama com três motores passará a dar lugar a uma versão com quatro motores independentes, que dará total controlo individual sobre cada roda, e também um sistema de quatro rodas direccionais que permitirá "andar de lado" ao estilo do Hummer EV - sendo também tecnicamente possível, com os quatro motores, também replicar a rotação a 360º sem sair do sítio, como a Rivian também faz.

Acaba por ser uma consequência inevitável de anunciar um carro com tantos anos de antecedência, e que neste caso não conseguiu chegar ao mercado antes de modelos concorrentes. No entanto, não deixa de ser um sinal evidente de que o estatuto de que a Tesla usufruiu durante anos, de poder lançar modelos eléctricos sem concorrência real, chegou ao fim. E no caso do Cybertruck fica demonstrado que agora é a Tesla a ter que acelerar o passo e a "copiar" os concorrentes.

Falta ainda esclarecer se com estas alterações a Tesla também arriscará a transição para um sistema de volante by wire (que a Toyota também já disse que irá estrear em 2022) ou se continuará a usar um sistema mecânico. O risco é ver o Cybertruck ser adiado durante ainda mais tempo, numa altura em que já irá chegar com um ano (ou mais) de atraso face a estes modelos que começam a chegar ao mercado norte-americano, onde este tipo de veículos é dos mais apetecíveis para parte significativa da população.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]