2021/12/21

Tesla remove preço do Roadster e aplica baterias de 2017 aos Model 3 usados

Os clientes que já sinalizaram o futuro Tesla Roadster têm novos motivos para ficarem preocupados, pois a Tesla removeu o preço que indicava no seu site.

O Tesla Roadster é mais uma das promessas fora de prazo por que Elon Musk se tem tornado bastante conhecido. O hiper-poderoso Roadster foi revelado em 2017 com a indicação de que chegaria ao mercado em 2020(!) - mas como bem se sabe, estamos prestes a entrar em 2022 e ainda não há qualquer data concreta para que o Roadster se torne realidade. Mas se para a maioria das pessoas isso será mais uma curiosidade da marca a juntar a tantas outras, para aqueles que já sinalizaram o carro e o aguardavam para 2020, as coisas começam a complicar-se.

A Tesla removeu a indicação do preço do Roadster do seu site, tanto da versão base de 200 mil dólares como a Founders Series de 250 mil dólares.

Uma situação que, compreensivelmente, faz recear que a Tesla se prepare para uma nova ronda de "chantagem" sobre os compradores iniciais, tal como aconteceu com os mais recentes Model S: em que tem adiado indefinidamente as entregas a quem comprou o carro pelo preço originalmente indicado, a não ser que paguem o ajuste de preço para o valor superior que foi actualizado posteriormente. Com os anos a passarem e provavelmente custos adicionais, não será descabido imaginar uma repetição desta táctica.

Além disso, as coisas parecem andar muito estranhas na Tesla por estes dias. A marca tem estado a vender Model 3 usados de 2021 que poderão ter packs de baterias de 2017! Um cenário bastante estranho que, mesmo com a situação da falta de componentes, se arrisca a causar graves danos a nível da confiança na empresa - será mesmo justificado que, para carros novos, tenha que andar a desenrascar packs de bateria com quase meia-década?

Talvez os 11 mil milhões de dólares em impostos que Elon Musk diz que vai pagar este ano estejam a ter efeitos secundários adversos a nível das decisões na empresa.

10 comentários:

  1. Carlos,

    Os impostos a pagar em nada tem a ver com a empresa, dado que como sabes resultam das vendas das acções dele - que por sinal até ficou com mais acções do que tinha antes da venda.

    Esse é uma conversa estranha aqui no post.

    Quanto ao resto são opções mas que provavelmente se devem à escassez dos componentes, pelos essa das baterias que é de facto muito esquisito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, acções que ele vendeu que eram dele, e que ao fazer lo deve ter baixo temporariamente o seu valor mas já deve ter estabilizado.
      A meu ver ele vendeu por estar a lutar contra a ma publicidade que tem recebido nos últimos tempos como um milionário que não paga impostos.

      Já agora tu podes ser o homem mais rico do mundo e no entanto não ter dinheiro, mas sim acções, que só valem dinheiro quando são vendidas e só são taxadas quando são vendidas com ganhos

      Eliminar
  2. Para que quer esta criatura tanto dinheiro?
    Se o dinheiro não for partilha-do, não faz sentido.
    A riqueza, neste mundo, está mal dividida.
    Temos um sistema bancário tolo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pessoa que começou do 0 e usa o dinheiro dele para pagar ordenado a milhares de pessoas e desenvolve tecnologia para todos nós! Baixou o preço da colocação de satélites em orbita, mudou a mentalidade do carro electrico, esta a desenvolver uma nova tecnologia de internet em qualquer lugar do mundo... Entre outros projecto em que toda a humanidade vai ganhar

      Eliminar
    2. Não começou do 0. Boas heranças que teve

      Eliminar
  3. Ainda não entendi qual o sentido de carros elétricos, porquê da sua existência, ora vejamos... As baterias tanto a fabricar como a "reciclar" são caras e mais poluentes que fazer um carro a gasóleo e manter o mesmo durante mais de 20 anos... O estado cobra valores colossais para recarregar carros elétricos nos pontos de carregamento, tanto paga quem leva mais ou menos, um preço que ronda os 50 a 70 euros... É ridiculo estarmos a falar de 200000 ou 250000 euros ou dólares, por este valor compro uma casa ou sustento uma família durante anos... Tenho o meu velho Mercedes, gasta mais gasóleo que um carro normal sim, mais 1 litro aos 100km, pesa mais de 1500kg... Por segurança pois é feito mesmo de chapa e não de plástico, já está pago e leva-me para todo o lado... No dia que toda a agricultura e indústria pecuária e pescas for inteiramente elétrica, eu penso em comprar um carro elétrico... Elon Musk não é o culpado, somos todos nós por andarmos atrás da moda e coisas de plástico e não dar atenção ao que realmente merece atenção.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens que acompanhar a evolução. Já saíram vários estudos onde foi provado que poluem menos. Ao mesmo tempo carregar em casa fica mt mais barato. Podes fazer 100km por 1,5€.
      Além disso o facto de ser metal não o torna mais seguro. Já mts vezes se falou desse tema.

      Eliminar
    2. Xiiii, é para comentar? Ninguém obriga ninguém a mudar para carro electrico! O motor de combustão está a bater o pico de desenvolvimento! Tecnologia em fim de vida! Só aproveita 40% da energia da gasolina! A tecnologia das baterias é muito embrionária, apareceu com a tesla. (Claro que havia baterias antes, mas não eram viáveis para a indústria automóvel). Eu considero o carro electrico muito superior, nem estou a falar de economia!

      Eliminar
  4. Só tem o que merece quem confia nesta marca e dá pré-depositos para sucata como esta. A Tesla dentro de cinco anos será uma marca de automóveis de reduzida dimensão e importância e os accionistas terão perdido 80% do valor das suas acções.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ouve-se essa choradeira há anos, e no entanto… ;)

      Eliminar

[pub]