2021/12/05

Vendas de carros a combustão caem para 5% na Noruega

A Noruega continua a ser um exemplo no adeus aos carros a combustão, que em Novembro representaram apenas 5% das vendas no país.

Enquanto outros países vão apontando metas para o fim dos carros a combustão para 2035 ou 2050, a Noruega mostra como esse objectivo poderia ser atingido bastante mais depressa. Depois de em Abril as vendas dos carros a gasolina e diesel terem caído individualmente para menos de 5%, agora temos o facto das suas vendas combinadas terem caído para esse valor.

Os carros puramente a gasolina e diesel representaram apenas 5% das vendas em Novembro, face aos 10.5% do ano anterior. Resultados que. uma vez mais, demonstram que o país não precisará esperar até 2025 para deixar de vender carros a combustão.

Quando se incluem os híbridos, o valor também caiu, dos 33.3% para os 21.1%; fazendo com que os veículos puramente eléctricos tenham registado a maior subida, passando de 56.1% para 73.8%.

A Tesla continua a ser a marca mais vendida, com o Model Y e Model 3 no topo das vendas:
  1. Tesla Model Y: 1013 unidades
  2. Tesla Model 3: 771 unidades
  3. Volkswagen ID.4: 725 unidades
  4. Audi Q4 e-tron: 661 unidades
  5. Nissan Leaf: 655 unidades

A Noruega poderá funcionar como um balão de ensaio deste processo de transição, permitindo avaliar todas as questões que muitas vezes são referidas, como o receio de que a rede eléctrica não seja suficiente para lidar com todos os veículos eléctricos, e outras coisas do género. Mas, idealmente, poderá revelar-se que os automóveis eléctricos até poderão funcionar como componente da solução para o problema das energias renováveis, como a energia solar, se puderem eles próprios vir a ser usados como baterias durante o dia (ou outros períodos com excesso de produção), para depois devolverem durante períodos de pico, se necessário.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]