2022/03/23

Notícias do dia

Instagram regressa aos feeds cronológicos; Nothing 1 quer ser alternativa aos iPhones este Verão; Google Home com design simplificado; YouTube com séries de TV gratuitas - mas não em Portugal; app de telefone e mensagens da Google envia dados sem informar utilizadores e pode violar RGPD.

Antes de passarmos às notícias, já temos novo passatempo semanal, que desta vez te pode valer um hub USB 3.0 Anker.

Spotify Greenroom vai passar a Spotify Live na app principal

O Spotify vai integrar o seu serviço live, Greenroom, que lançou para fazer frente ao Clubhouse quando este estava a ter sucesso durante a fase de confinamento, na sua app principal - passando a dar-lhe um nome mais descritivo: Spotify Live.

Para além da aposta dos podcasts, o Spotify não quer deixar de fora a vertente dos programas em directo, nem que seja pelo facto de também o Twitter estar a promover o Twitter Spaces equivalente, de salas de áudio onde pode haver interacção entre as pessoas. A integração na app principal do Spotify fará com que esta possibilidade ganhe maior visibilidade e fique imediatamente acessível - o que não acontecia com a existência de uma app separada, que a maioria dos utilizadores poderia desconhecer.


SpaceX aumenta preços do Starlink

Apesar do papel fundamental que está a ter para manter os ucranianos ligados ao mundo durante a invasão russa, a SpaceX vai aumentar o preço dos terminais e serviço Starlink.

O preço do terminal vai passar de $499 para $599, e a mensalidade passará de $99 para $110. Sendo que até os clientes que já tinham dado sinal para o terminal ao preço anterior terão que pagar um preço actualizado de $549. Um aumento de preço que a empresa diz ter a ver apenas com o valor da inflação. Ter em conta que a Starlink vende os terminais abaixo do preço de custo: originalmente cada terminal custava cerca de 3 mil dólares, valor que a empresa conseguiu reduzir para 1300 dólares, e com estimativa de que seria possível reduzir esse valor para metade à medida que ia melhorando o processo de produção.


Snap compra NextMind para controlo cerebral

A Snap continua a reforçar o seu investimento nas tecnologias do futuro, agora com a aquisição da NextMind, que criou um sistema de interface cerebral que permite interagir com um computador usando pensamentos.

A Snap já tinha comprado a WaveOptics e Compound Photonics, para criação de ecrãs de realidade aumentada, e a possibilidade de se usar óculos de realidade aumentada que pudessem ser controlados com o pensamento seria a solução perfeita para evitar sistemas de interacção que dependam de controladores externos, e complementando na perfeição sistemas de controlo usando os olhos.


Okta confirma ataque do Lapsus$

A Okta está em sarilhos, ao confirmar que o grupo Lapsus$ terá de facto conseguido aceder a informação de várias centenas dos seus clientes - depois de ter passado os últimos dias a tentar minimizar a situação e a dizer que não tinha sido infiltrada.

Parece que em vez de clarificar as coisas, a empresa está mais preocupada em brincar com as palavras, dizendo que o ataque não foi aos seus serviços directamente mas sim a um portátil de uma pessoa que tinha acesso a esses dados. Seja como for, quem não deverá ter muita paciência para aguardar por esclarecimentos são os clientes desta empresa que fornece serviços de autenticação.


Curtas do dia


Resumo da madrugada



Curiosidade do dia: A SEGA foi criada em 1960 no Japão, mas as suas origens são norte-americanas, criada por oficiais que faziam a importação de slot-machines, máquinas de flippers, e outras, dos EUA para o Japão após a 2ª Guerra Mundial.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]