2022/04/19

Insteon desaparece e deixa utilizadores sem controlo dos smart devices

Parece que temos um novo (mau) exemplo de como não se deve depender de serviços externos para produtos "smart home", com a Insteon a desaparecer sem qualquer pré-aviso e a deixar os clientes sem controlo dos seus aparelhos.

Ao longo dos anos têm acontecido vários casos que nos relembram dos riscos de depender de serviços externos para coisas de longo prazo como os dispositivos IoT para controlo em casa. Os três ou quatro anos que a maioria dos fabricantes considera ser de longa longevidade para produtos electrónicos ficam bem aquém do esperado para um produto de casa, que se espera que possa ser usado ao longo de uma década ou mais. E o pior é que, nesta escala de tempo, nenhuma empresa pode dar verdadeira garantia de sequer ainda existir.

Parece ser exactamente isso o que se passa com a Insteon, uma das empresas mais reputadas no sector, mas que desapareceu sem deixar rasto de um dia para o outro.
Criada em 2005, mas com historial que remonta a 1992 (com a Smarthome), a Insteon disponibilizava uma série de produtos de alta qualidade para a automação doméstica. A empresa foi comprada pela Smartlabs o ano passado, mas não fez qualquer anúncio ou deu qualquer aviso quanto aos actuais acontecimentos. De há vários dias para cá, os utilizadores deixaram de ter acesso aos seus hubs, e consequentemente perderam grande parte das funcionalidades a que estavam habituados, como a integração através da Alexa ou Google Assistant, ou do acesso remoto quando estão fora de casa.

Tornando o caso ainda mais estranho, muitos dos executivos parecem ter eliminado todas as referências à Insteon nos seus currículos no LinkedIn / Smartlabs.

Servirá como (mais um) alerta para que nunca se fique dependente de qualquer serviço externo proprietário para algo tão crítico como o controlo de uma casa.

Actualização: O Home Assistant apresenta-se como salvação para os utilizadores Insteon.

Actualização 2: Passado uma semana, a empresa publicou um comunicado sobre o encerramento.

1 comentário:

  1. Por este motivo optei pelo Home Assistant e todos os dispositivos que vou colocando levam firmware ESPhome ou Tasmota, ou têm que funcionar em Zigbee/BLE sem hubs externos.

    E mesmo assim já tive problemas, em que fiquei sem internet em casa quase uma semana e os "tasmotas" ficaram sem acertar o relógio e as automações não funcionavam... Tive de criar um NTP server em casa e configurar os dispositivos para sincronizar por aí.
    São vários os fatores que nos podem descontrolar a casa e estar nas mão de terceiros acho que é arriscado demais.

    ResponderEliminar

[pub]