2022/06/08

Stage Manager no iPad ainda deixa a desejar

No iPadOS 16 a Apple adicionou ao iPad o sistema de janelas Stage Manager do macOS Ventura, mas ainda há detalhes por resolver.

Há muito que se pedia que a Apple dedicasse alguma atenção ao iPad, no sentido de permitir torná-lo numa alternativa viável a um computador tradicional. Com o iPadOS 16 a Apple mostrou estar receptiva a isso, aplicando-lhe a impressionante capacidade de gestão de janelas com o Stage Manager, com suporte para monitores externos, que permite um iPad manter até 8 apps abertas em simultâneo. Mas nem tudo funciona ainda como se esperava.

Há muitos aspectos que acabam por impedir que a utilização prática do sistema seja tão coerente como se poderia imaginar. O redimensionamento das janelas das apps no iPad é feita "em etapas", e a organização das janelas é feita de forma automática, impedindo de posicionar as apps / janelas exactamente onde se quer. Pior, é que o ambiente de trabalho no monitor externo desaparece assim que se desligar um rato ou trackpad, o que pode fazer com que uma pequena falha de ligação momentânea num rato Bluetooth, ou ficar sem pilhas, pode apagar todo o ambiente de trabalho com todas as apps que lá estavam, sem hipótese de as recuperar.
Também há outras coisas, como por vezes os grupos de apps laterais desaparecerem e ser complicado voltar a aceder-lhes, e de também só serem exibidos quatro grupos sem possibilidade fazer scroll ou aceder a grupos mais antigos - irritante quando se quer aceder ao quinto grupo que estaria logo ali ao lado.

Sendo uma funcionalidade nova, e que ainda nem sequer foi lançada publicamente, não se poderá criticar demasiado. Resta esperar que ao longo dos meses que ainda faltam até ao lançamento oficial do iPadOS 16, todos estes detalhes, e outros que venham a ser descobertos, sejam rectificados, para que a experiência de multitasking no iPad seja realmente aquilo que se desejaria.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]